8/06/2015

COCHILO



LIBERAL: Outeiro não é bairro... é distrito, há 20 anos

    Jornal do Feio



O LIBERAL, indubitavelmente, o maior jornal desta parte do país, vez por outra - não é sempre, bem entendido! – também comete barrigas – nome dado aos erros de jornal. Na edição de ontem, 5 de agosto de 2015, cometeu uma. na coluna mais importante (e mais aguardada da edição), ou seja, o “Repórter70” na segunda nota – Mais-, ao noticiar os bairros com maior índice de assassinatos, citou em primeiro lugar, Outeiro com 9,8 por cento.
Para quem como eu esteve 10 anos servindo no Outeiro como ”Assessor de Imprensa”, causou num certo mal estar; bem como, para alguns outeirenses que me ligaram irritados – O LIBERAL é muito lido em Caratateua.

Ø Para conhecimento dos redatores que cometeram esse cochilo, de acordo com a informação que obtive ao ligar para a redação:

Desde quando Outeiro é bairro? Ele é distrito há 20 anos, através da Lei Ordinária n.º 7753, de 17 de maio de 1995, sancionada pelo ex-prefeito Hélio Gueiros. Esse instrumento legal transformou a antiga Agência Distrital de Outeiro em Administração Regional, a primeira de Belém, com quadro de cargos efetivos e comissionados de direção e assessoramento superior, seções, departamentos, uma espécie de subprefeitura.
Ah, o nome correto é Administração do Outeiro/AROUT e não Agência Regional do Outeiro. Não existe fundamento legal que autorize essa denominação.
·    
           Mais:

A AROUT foi criada com fins de agregar as ilhas de Belém de forma mais eficiente ao contexto administrativo do município, ainda, os elos mais próximos, temporal, físicos e de identidade natural; promovendo a incorporação das demais ilhas à realidade da administração pública, tendo como sede administrativa a Ilha de Caratateua.
A Administração Regional do Outeiro é composta por 26 ilhas situadas. No centro leste: Ilha de Caratateua, Cotijuba, Combú, do Maracujá, Murutucum, de Paquetá-Açu, de Jutuba, Grande (longa), Urubuoca, Nova, Satélite, dos Patos, do Papagaio, da Mirim, Jararaca, Jararaquinha, Coroinha de Tatuoca, do Fortim, do cruzador, de Santa Cruz e mais cinco sem denominação ou habitantes.

Outras informações

A Administração Regional do Outeiro (AROUT), 1º Distrito Administrativo Oficial de Belém, é a gestão regional, diretamente subordinada ao Chefe do Executivo Municipal; compete representar o Executivo Municipal nos aspectos da Administração Pública de caráter local e da ilha de Caratateua.

A população é de 83.353 (Censo demográfico - IBGE 2.010), sendo 2,1% total da população do município, distribuídos em 6.338 domicílios - cerca de 5,12 habitantes por domicílio e sete bairros - São João do Outeiro, o mais populoso com 8.667 habitantes; Itaiteua, Brasília, Água Boa, e as áreas rurais de Fama, Tucumaêra e Fidélis.  
Outeiro possui uma área de 111.395 Km2, e administra o espaço físico, como vimos, de 26 ilhas, de um total de 42 pertencentes ao município.

Ilha de Caratateua

A ilha de Caratateua (Outeiro), distante 25 km ao Norte do centro urbano de Belém, possui uma área de 3.226,66 hectares, e população de 21.815 habitantes, distribuídos.
Sua posição geográfica, de frente para a Baía de Santo Antônio, lhe confere uma fisiografia com sete praias (Brasília, Prainha, dos Artistas, Grande, do Amor, Ponta do Barro Branco e da Água Boa), o que lhe confere a condição de Balneário mais próximo da área central do município. Tais características se refletem na oscilação da população, nos finais de semana (10 a 15.000 pessoas) e no período de alta estação, mês de julho, quando sua população atinge 100 a 120.000 pessoas.

Cotijuba

A segunda ilha mais importante AROUT tem uma área de 15.808.495.144 m2, bastante visitada nas temporadas de veraneio, uma região rica em paisagens e exemplos da harmonia do homem amazonida com a natureza. A ilha de Cotijuba ou “ilha da trilha dourada” (tradução do nome indígena), é um exemplo visível dessa realidade.
Banhada pela baia do Marajó, Cotijuba possui 19 quilômetros de extensão e localidades com as suas características naturais: Praia do farol, do Cemitério, da Saudade, da Flecheira, Praia Funda, Vai-quem-quer, Praia das Tintas e Pedra Branca que compõem a rica orla desse local.
 Algumas dessas praias são de fácil acesso aos visitantes, próximas do núcleo da vila; outras só para aqueles que se permitem uma boa caminhada entre a flora da ilha num verdadeiro passeio ecológico muito surpresas o lugar lhes reserva. Quanto maior à distância, mais intactas as praias são mantidas.
A sede administrativa do Outeiro funciona há mais de 20 anos num sobrado na Rua Manoel Barata, em frente da Escola Bosque Professor Eidorfe Moreira. É dirigida pela Advogada (e Delegada de Polícia, cedida pelo Governo do Estado) Elizete Cerdoso;

Outeiro continua pra frente - na próxima terça-feira/11, será instalada a Academia de Letras do Outeiro, às 10 horas na Escola Pública Estadual (Centro).

O LIBERAL – responsável pela minha formação de jornalista e advogado - possui uma equipe de jornalistas competentes; todavia é importante que estejam atentos e bem informados para evitarem cochilos, como o de ontem que deixou os outeirenses na bronca.


Nos tempos do Leal e do Walmir Botelho isso não acontecia.

Nenhum comentário: