7/16/2016

CRÔNICA DE SAMPA



LIVRES PARA VOAR

N
o aniversário de 59 anos da minha esposa Fátima, nosso filho Danilo a deu de presente um salto de paraquedas. 
Em belo domingo do mês de março fomos até a cidade de Boituva, que fica a 123 Km da capital paulista, onde essa prática é comum por lá. Antes de entrarmos na cidade, ainda na Rodovia Castelo Branco, já avistamos no céu alguns paraquedas descendo, uma imagem inesquecível! 
A maior surpresa foi que, só no dia anterior fiquei sabendo que eu também iria soltar, meu filho também me incluiu no pacote. Ainda tentei argumentar, que não era bem esse o meu sonho de consumo, mas não houve acordo, já estava tudo acertado, se a mamãe tinha aceitado numa boa, não era eu que iria amarelar naquela hora.
Após um breve treinamento e algumas orientações em terra, colocamos os equipamentos e entramos em um avião de pequeno porte, alguns sozinhos com os paraquedas e outros com os seus respectivos instrutores. Todos sentados no chão, subimos a 12000 pés de altitude, quando foi aberta a porta do aviãozinho prefixo PT-OGY. 
Tudo estava indo muito bem até colocarmos os pés na porta aberta e olharmos para baixo, aí a adrenalina foi a mil, na minha vez fui arremessado como uma bala de canhão, o vento batia muito forte em meu rosto, mais após alguns segundos o paraquedas abriu aí foi só alegria, parecia que estava flutuando como um planador, aí sim deu pra apreciar a paisagem vista do alto, os carros, casas, arvores, pessoas, todas vistas lá do alto em um visual deslumbrante,até chegarmos ao chão sãos e salvos. 
Foi uma emoção indescritível, que irá ficar sempre na nossa memória.
É isso aí, gente.
Tá pesando quê? O velho ainda queima óleo 30!
Se fosse um pouquinho mais novo iria me candidatar para concorrer nas olimpíadas.
O paulistano aqui tem sangue paraense correndo nas veias.
É, como vocês dizem aí nas plagas papa chibés, sou madeira de dar em doido
Saudações são-paulinas.
Semana que vem eu volto, se Deus e clima de Sampa permitirem.

♦♦♦♦♦



Olha eu aí no espaço!



Fátima mostrou que é parceira em tudo: na terra e no ar 


Ricardo Uchôa Rodrigues

2 comentários:

Larissa do 71 disse...

esses meus vizinhos são mto rock n'roll!!

Ricardo Uchoa disse...

Oi Larissa! Tudo bem? Você ainda esta no Canadá? Obrigado pelo carinho, somos rock n'roll e loucos também Hahahahaha Grande abraço.