12/06/2006


Caro amigo Feio!Pela primeira posto no teu blog, e para agradecer pelo valioso apoio que sempre dás ao nosso sindicato, o Sinjor. Nossa campanha em defesa do diploma, que representa a defesa da qualidade e ética da informação, precisa ser vitoriosa. E contamos, é claro, contigo. Conclame os coleguinhas, os amigos e colegas a enviar e-mail para o STF contra a decisão que beneficiou os precários que já estão no mercado de trabalho. É importante que isso fique claro. O site da Fenaj dá os detalhes. Em janeiro, viajarei para Brasília, para trabalhar na assessoria de imprensa do senador eleito Mário Couto. De lá, sempre estarei acessando o teu blog, para saber o que acontece na terrinha.Um grande abraço fraternal

Hanny Amoras
(Jornalista - DRT/PA 1.294)
Belém

Hanny, amiga de grandes batalhas e campanha em favor do nosso Sinjor.
Pode contar comigo e o nosso Jornal do Feio que, em breve com o seu
apoio terá um posto avançado em Brasília.
Ele é lido no Rio. São Paulo, e agora naCapital Federal.
Está bom demais.
Valeu.
Aproveito para lhe desejar Feliz Natal


____________________

Caro amigo:

Fiquei decepcionado quando li no jornal na semana passada, que o governo Simão Jatene não teve verba suficiente para reformar a Casa do Poeta Antônio Tavernard, um chalé, em estilo português, que ainda pode ser visitado, na rua Siqueira Mendes, número 585 a pouco metros da Travessa São Rocque, que está abandonado que está abandonada e ameaçando cair... e ameaçando cair...
Como não teve recursos? Dá pra gente engolir um papo desses?
Não teve dinheiro para dar um jeito na casa do maior poeta de Icoaraci – o único nato... os demais demais são emprestados. Júlio Colares, autor do livro “Mosaicos”. que você andou falando um tempo desses e que viveu a sua vida toda em Icoaraci, Pinheiro à época, não era daqui, era de Soure. E o nosso saudoso Newton Pessoa de Oliveira – o homem que só andava de branco, elegantérrimo –, autor de “Gotas Voláteis", era nordestino.
Antônio Tavernard, o Toní, era pé redondo, era daqui... quase ninguém se lembra. Nem mesmo o Governo retirante!...
Não tem recurso para recuperar a casa do Tavernard, dar-lhe um acabamento digno, mas tem dinheiro para outras obras faraônicas e sem importância.
A propósito, Tavernard nasceu por esses tempos, certo?

José Sérgio Taveira Mineiro
Tenoné

Não sou político e nem este espaço o é.
Mas participo do sentimento de revolta do Mineiro.
Ele conhece a fundo a cultura da minha Vila Sorriso.
Isso é bom.
Antônio Tavernard nasceu a 74 anos num dia 10 de outubro...
Para quem não sabe ele foi o autor da letra da música "Foi
Boto Sinhá", musicada por Waldemar Henrique.

____________________


Contatos: aldemyrfeio@oi.com.br /
aldemyrfeio@belem.pa.gov.br

Nenhum comentário: