5/17/2012






AÇAÍ

Considerada uma super fruta por causa dos nutrientes, o açaí deixou de ser apenas um alimento. Muito consumida no Brasil, a fruta típica dos ribeirinhos do norte do País também previne contra o câncer, controla o colesterol e preserva os neurônios. É o que aponta um estudo da Universidade Tufts, nos Estados Unidos.
A nutricionista do Hospital Federal dos Servidores do Estado do Rio de Janeiro, ligado ao Ministério da Saúde, Rossana Gibson, destaca os benefícios do açaí. A fruta do açaí não é calórica, têm em média 60 calorias em cada cem gramas. Na verdade, o que engorda são os complementos que as pessoas colocam, como farinhas d’água e tapioca, leite condensado, mel, granola com açúcar e leite em pó. O açaí é rico em cálcio, ferro, potássio e zinco, essenciais para o organismo. O cardiologista, professor e pesquisador paraense Eduardo Costa defende que o açaí faz bem ao coração.

DIABETES

Pesquisa do Ministério da Saúde apontou que o diabetes no Brasil está crescendo entre os homens.  De 2006 a 2011 o percentual subiu de 4,4% para 5,2%.  O aumento é explicado pelo crescimento do diagnóstico da doença e dos fatores de risco do diabetes, como a obesidade e o envelhecimento da população.  O  ministério entrevistou 54 mil adultos nas 27 capitais do País.  A diretora de Análise de Situação em Saúde do Ministério da Saúde, Deborah Malta, explica que o aumento acontece porque os homens estão tendo mais acesso ao diagnóstico. 

DIABETES II

Uma das medidas do ministério para controlar o diabetes é o Programa Saúde Não Tem Preço, que tem ampliado a distribuição de medicamentos gratuitos nas farmácias credenciadas desde 2011.  O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, informa que o acesso aos remédios reduziu as internações por diabetes: Em 2010, o Sistema de Informações sobre Mortalidade do Ministério da Saúde, notificou 54 mil mortes por diabetes no País. A Sesma informa através do Secretário Emannuel Silva, que várias farmácias em nosso município estão credenciadas a fornecer gratuitamente os medicamentos para diabetes e hipertensão.

AGRICULTURA                                                                                                                    

O Pará será palco da primeira edição da Feira da Agricultura Familiar da Amazônia Legal. O evento, que vai reunir em Belém representantes dos nove estados da Amazônia Legal, será realizado no Hangar - Centro e Convenções e Feiras da Amazônia, de 25 a 27 de maio. A Agrifal chega com a proposta de colocar em uma vitrine interativa as experiências agrícolas familiares dos estados do Acre, Amazonas, Amapá, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Roraima, Rondônia e Tocantins. O acesso à Feira será livre e gratuito. O espaço funcionará das 8h às 22h, nos três dias. Sob a temática “Interagindo a sociobiodiversidade, a segurança alimentar e o desenvolvimento rural sustentável”, a feira servirá como um veículo em potencial de interação e comunicação entre a comunidade agricultora familiar e a sociedade civil organizada. De acordo com o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), 70% dos alimentos que abastecem a mesa e a indústria paraense vêm da mão de obra da agricultura familiar nos 144 
municípios do Estado.

LIXO

Apesar do trabalho de mais de 500 mil pessoas que recolhem material reciclável pelas ruas do País, o Brasil ainda está longe de ter uma atitude sustentável com relação ao lixo produzido diariamente. Segundo dados do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), apenas 18% das cidades têm coleta seletiva, a maioria delas concentrada nos Estados do Sul e Sudeste. E mesmo em algumas dessas cidades, a qualidade do serviço é questionada. Além dos impactos ambientais, o País poderia economizar R$ 8 bilhões por ano se todos os resíduos reutilizáveis fossem reciclados. Para se ter uma idéia, o reaproveitamento dos resíduos da produção de cana de açúcar poderia gerar potencial energético maior do que o produzido pela usina de Itaipu, considerada hoje a maior usina hidrelétrica do mundo em geração de energia.

ESCRAVOS

A maioria são nordestinos e analfabetos funcionais, pessoas que estudaram menos de quatro anos. Quase duas mil pessoas foram libertadas em blitz do Governo. Há exatos 124 anos, com uma canetada, acabava oficialmente a escravidão no Brasil. Negros e negras escravizados na África e tratados como objeto no País ganhavam a liberdade. Infelizmente, porém, apesar de o regime escravagista ter sido superado, o assunto ainda frequenta as páginas policiais dos jornais. Tanto por deixar marcas ainda não superadas na sociedade brasileira – especialmente na trajetória dos afrodescendentes – quanto pela sua faceta moderna. Nos últimos 5 anos, 1.849 trabalhadores mantidos em condições descritas no artigo 149 do Código Penal como análogas à escravidão foram libertados por grupos de fiscais do Ministério do Trabalho (MTE).

ESCRAVOS II

Até o final de abril deste ano, já aconteceram 41 libertações, como a de sete pessoas (entre elas duas crianças) resgatadas numa fazenda de gado em Codó, no Maranhão. Todas elas cuidavam da manutenção dos bois e do pasto sem nenhum tipo de equipamento de proteção, dormiam em cabanas sem paredes e bebiam a água retirada de um rio cheio de girinos. A mesma água lamacenta era dada aos animais. Esse número tende a crescer. Novos casos já vieram à tona. No início de maio, foram libertados 17 trabalhadores obrigados a dormir sob pedaços de espumas sujas no chão de um curral, em Rio Verde, em Goiás. A comida a que tinham acesso era acondicionada de maneira inadequada e eles não tinham sequer chuveiros para banho. Lamentavelmente, o Pará é considerado um dos maiores estados com incidência de trabalho escravo. Vamos torcer para que o governo do Estado reverta este quadro.

MOTINHAS

_______________________________________________

O Ministério Publico Federal no Pará recomendou o Instituto Chico Mendes a não autorizar a exploração de madeira solicitada pela Tapajós Verde em áreas localizadas nas Terras Indígenas Munduruku-Taquara e Bragança-Marituba, na Floresta Nacional do Tapajós, Unidade de Conservação Federal no Oeste do Estado do Pará. ♦♦♦ O Ministério da Saúde incluirá, a partir de 4 de junho, no programa Saúde Não Tem Preço, medicamentos para asma de forma totalmente gratuita à população. Além de já ter acesso a 11 medicamentos para hipertensão e diabetes nas 554 farmácias populares da rede própria (administradas e montadas pelo governo) e 20.374 da rede privada, a população poderá retirar mais três medicamentos para asma, em dez apresentações. São eles: brometo de ipratrópio, dirpoprionato de beclometasona e sulfato de salbutamol. ♦♦♦ Vereador Rogelio Cebuliski – Gaúcho (PSB), denunciou a depredação ambiental que está ocorrendo na serra saúbal, zona Sul da cidade de Santarém.  “Estão derrubando madeira de lei, colocando máquinas na encosta da serra, prejudicando o meio ambiente e principalmente a nascente do Igarapé Urumari, que está sendo assoreada”. Gaúcho solicitou da prefeita Maria do Carmo Martins Lima, que implanta o Conselho Municipal de Meio Ambiente. ♦♦♦ Vereador Mauricio Corrêa (PSD) requereu votos de aplausos ao Grupo Empresarial CR pela inauguração de mais uma loja na cidade. ♦♦♦ O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa aceitou a denúncia do Procurador Roberto Gurgel contra a “sofisticada organização criminosa”, que criou o mensalão. São 38 réus envolvidos com o esquema. Alguns políticos do Pará voltarão à mídia nacional na condição de corruptos. Aguarde. ♦♦♦ Uma vergonha nacional. O presidente do Cametá, Campeão Paraense de Futebol 2012, Orlando Peixoto, renunciou o cargo após negociar a vaga na série D com o Clube do Remo.  Segundo algumas fontes Orlando Peixoto teria recebido a soma de R$ 140.000,00 (Cento e quarenta mil reais). Diretoria do Mapará afirma que vai tentar recuperar a vaga do time na série D do Campeonato Brasileiro deste ano. A briga só está começando. A corrupção já está no futebol há muitos anos. Isso é uma vergonha como diria o jornalista Boris Casoy. ♦♦♦ O governador Simão Jatene foi eleito A Personalidade do Ano do Esporte Paraense através do programa, Troféu Camisa 13, apresentado pelo jornalista Zaire Filho na TV RBA (Bandeirantes). ♦♦♦ Miguel Barbosa, competente profissional assumiu a direção do Grupo RBA (Rádio e TV) aqui em Santarém. Desejo ao amigo boa sorte e sucesso. ♦♦♦ O Dia Nacional de Combate ao Abuso e  Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes é lembrado nesta sexta-feira18. Faça sua parte, qualquer suspeita, denuncie através do telefone 100. ♦♦♦ Segundo a Defesa Civil Estadual, dez municípios da região oeste do Pará já decretaram situação de emergência, mas somente Alenquer, Óbidos e Porto de Moz estão com seus decretos homologados pela Defesa Civil Nacional. Na região, já são 115.136 pessoas afetadas pela enchente e só em Santarém são 20.377. ♦♦♦ Jornalista Ronaldo Brasiliense, ganhador de dois Troféus Esso de Jornalismo é pré-candidato a prefeito em Óbidos. Trabalhamos juntos por muito tempo no Grupo Liberal. Desejo sucesso ao ilustre amigo. ♦♦♦ Hoje é sexta-feira, inicio de final de semana, como ninguém é de ferro, neste sábado estaremos na Garapeira Ypiranga do amigo Cacheado com a Loira Gelada, Ruiva Destilada, Morena Quente e Negra Gostosa. Fui

Nenhum comentário: