8/20/2016

A CRÔNICA DE SAMPA


DIA DOS PAIS

E
sse fim de semana foi Dia dos Pais, e está cada vez mais difícil reunir todos os filhos, apenas um deles esta morando em Sampa, mas hoje graças à internet a gente está sempre em contato, mas o ideal, pelo menos nestas datas e juntar todos em um almoço, ou comer uma pizza à noite.
Já no sábado ainda consegui jogar um futebol com um deles no jogo da Confraria dos Boleiros, integração entre pais e filhos, o jogo foi 1x1, e para coroar, tive a felicidade de fazer um gol, com uma bela assistência do filhão, Almoçamos no Clube, e a noite tive uma grata surpresa.
Só por volta das 19:00 horas fiquei sabendo que iria ao Itaquerão para assistir ao jogo de futebol pelas Olimpíadas, Brasil x Colômbia.
Belo presente!
Foi muito gratificante!
Aliás.  o Estádio é muito bonito, moderno, cadeiras numeradas, dois telões, um de cada lado para acompanhar os lances, inclusive nos replays, banheiros limpos, muito bem equipados, espelhados, lanchonetes, coisas de primeiro mundo, parabéns ao Corinthians, e o futebol e a cidade de São Paulo, agradecem esse  belo patrimônio.
No domingo ainda almocei com dois deles, já que o outro não conseguiu vir de Londrina, a noite uma pizza, mas após esta um deles também viajou para o interior, pois tinha que trabalhar já na segunda. O trabalho dele foi o nosso maior presente, pois ele começou nessa segunda, depois de se formar no ano passado, estava procurando emprego até então, como milhões de brasileiros. 
Devido à essa crise eu sei que muitos pais não ganharam presentes, apenas lembrancinhas. O melhor presente que um pai pode receber é a presença deles, mas se vierem com um agradinho também serão muito bem vindos. Brincadeiras a parte o importante é a amizade, o amor, e o companheirismo entre pais e filhos. 
Daqui de Sampa um abraço a todos os pais... inclusive ao meu irmão titular deste blog, que me acolheu, pai do Luís Eduardo, - o nosso “DUDU - que mora no Ceará com a mãe.
Saudações tricolores.
Semana que vem, a gente volta.

      

Ricardo e Danilo


A Família em Maringá (PR)


Ricardo Uchôa Rodrigues

Nenhum comentário: