5/24/2017

CRÔNICA DE SAMPA



GÓTICOS DE SAMPA



M
eu filho mais velho com 15 anos de idade conheceu um grupo gótico e passou a fazer parte dele. Começou a se vestir todo de preto, fez uma mecha vermelha nos seus longos cabelos e as vezes até usava umas lentes brancas.
A princípio ficamos preocupados, pois não conhecíamos bem a filosofia deles. Procuramos acompanhar de perto, conhecendo os seus amigos e os lugares que frequentavam. Qual não foi a nossa surpresa, cada vez mais ficávamos estupefatos com a inteligência, com o bom humor com a educação dessa turma. 
Aos 19 anos meu filho começou a namorar uma bela gótica, e ficaram dez anos juntos, inclusive  hoje ela é uma renomada empresária de moda. Aliás hoje, quase todos os seus amigos, são profissionais competentes que venceram na vida, uns são destaques no mundo da arte e até hoje ele mantém grandes amigos dessa época. 
Na época criaram um site voltado a este movimento  
" Carcasse" (www.carcasse.com) que tinha boas matérias e fazia muito sucesso não só com os góticos, mas com todos que apreciam arte em geral. Faziam grandes festas, inclusive por um tempo comandavam um encontro dominical, no bairro de Pinheiros aquí em Sampa, uma balada denominada "RIP" que reunia toda essa rapaziada. 
Até hoje muitos o conhecem pelo seu apelido gótico "Nagash", e muitos deles me chamam carinhosamente de Naga pai e a minha esposa de Naga mãe. 
A lição que aprendemos é que não devemos ter preconceitos, o importante é apoiar, procurar conhecer antes de criticar, e amar os seus filhos e estarmos sempre presentes apoiando-os sempre que necessário.  

Saudações tricolores!

Ah, sim, um abraço pros remistas !




 www.nagash.ne

♦ ♦ ♦ ♦ ♦ ♦ ♦


Ricardo Uchôa Rodrigues

Nenhum comentário: