6/24/2012

LUIZ SOLANO - Reporter do Planalto




A Santinha


Não sei porque de uma hora para outra começou aparecer nos jornais, principalmente aqui de Brasília, sobre as torturas que a presidente Dilma, passou quando fez oposição aos governos militares. Dizem que Dilma foi presa porque estava visitando um asilo de velhos e levando esperanças para os internos; outros dizem que ela estava em uma Missa em Belo Horizonte e ainda se comenta que fazia uma pregação em um culto evengélico na capital mineira.
Como podem ver, Dilma, não fazia agitação, não jogava bombas em quarteis. Estava quieta quando foi recolhida ao xadrez.
Que pena e que maldade fizeram com essa "santinha" no passado e que hoje governa o Brasil!
Vamos começar a trabalhar pela sua beatificação assim que deixar este mundo. Será a primeira "santa" a ser canonizada ainda em vida.


POLÍTICA BRASILEIRA

O povo brasileiro lamenta o nível da política partidária. A corrupção tomou conta dos noticiários e o povo está indignado. Jesus foi trocado por Barrabás. Pilatos lavou as mãos e foi omisso diante da possibilidade de salvar o Salvador da humanidade.
Nós não seremos omissos.
Iremos responder aos verdadeiros culpados evitando votar em corruptos. Ou fazemos assim, ou seremos a herança impura para as futuras gerações.
Quem vota em corrupto está sendo corrupto. Está elegendo um representante à altura de quem votou nele. Não faremos como Pilatos. Seremos justos e buscaremos a verdade mesmo que o preço seja alto.
O Brasil necessita de mudanças. A mentalidade de tomar vantagem em tudo não pode prevalecer. Com a consciência tranquila de um bom voto, vamos fiscalizar as contas públicas e saber direitinho para onde vai o dinheiro dos nossos impostos.
O preço da liberdade é a eterna vigilância.

AS COLIGAÇÕES DO PT

Que o PT faz e fará tudo pelo poder, ter São Paulo e manter o Brasil sob sua tutela já sabemos. Mas como dona Luiza Erundina (PSB) é capaz de tal associação? O que ela acha que seus eleitores pensam disto? Ela não pode ignorar a condição do Paulo Maluf, acusado de desvio público,com a Interpol nos seus calcanhares. E quem sai aos seus não se degenera, e seu DNA é PT.
Mesmo sendo expulsa e agora sendo usada de tampão na candidatura a vice de Fernando Haddad, está como todo petista sedenta de fazer parte do poder, não se interessando por quem está ao seu lado, mesmo que ela tenha tremendamente rejeitado Maluf em outras eleições.
Entenderam a história? Pois bem isto aconteceu ontem e hoje.
Erundina deixou o barco, pois seria muito arriscado disputando a vice na chapa de Fernando Hardadd.
Saiu na hora certa,pois Maluf e Lula nunca se entenderam e um acusava o outro de bandalheiras e corrupção e derrepente estão juntos pelo poder em São Paulo.
Erundina saiu na hora certa.

CACHOEIRA À ESQUERDA

O Congresso Nacional está "tocando" com a esquerda a CPMI do bicheiro Carlinhos Cachoeira, quando deveria tocar com a direita a CPMI da Delta e outras construtoras.
Ninguém é obrigado a jogar no bicho, mas todos são obrigados a pagar os impostos que os políticos desviam, via obras superfaturadas com a concordância e o interesse deste desgoverno petista e partidos da "base", como visto na transmissão da CPMI pela TV e alguns estão apoiando essa safadeza.
Felizmente temos os jornais, sites e blogs isentos e éticos como este onde estou escrevendo esta coluna.

DIABO VERSUS DIABO


Ao ver nos jornais a foto de Lula de mãos dadas com Maluf comemorando a aliança entre os partidos PT e PP, pensei logo: ou o câncer afetou a cabeça de Lula ou Maluf resolver assumir abertamente a condição de corrupto, se aliando ao partido mais corrupto da história deste país.
O fiel dessa balança estará oscilando entre bandalheira, corrupção, covardia, desfaçatez, desvergonha, imoralidade, malandragem, mentiras, patifaria,pilantragem, e outras qualidades próprias dos nossos políticos, que não me lembro agora.
Fico até pensando se os dois não aprenderam isso na cadeia. Na cadeia se aprende tudo que não presta e parece que um dos já passou por lá. Certo?.


CRISE MUNDIAL

A crise mundial tem um vilão:banco privado. Se não forem nacionalizados a economia capitalista avança numa contagem regressiva.
O que virá ninguém sabe.
Sem dúvida, revolta e violência como já está acontecendo pelo mundo afora e no Brasil não vai demorar. Pagamos hoje os juros mais altos do planeta e nenhum governo toma providência para que essa agiotagem oficial acabe de vez.

NOSSOS MILITARES

Reivindicar com simplicidade e clareza, facilita a análise e compreensão do pedido. Respeitando esse princípio, relato o seguinte:"os militares das Forças Armadas e familiares também se alimentam; necessitam de roupa, calçado, remédio, moradia, educação e muitos outros itens necessários à sobrevivência do ser humano. Há muito tempo sem reajuste, o que ocorre também com outras classes de servidores públicos, não é fácil levar a vida."

HOMOFOBIA

A questão do preconceito contra homossexuais é entendida como tratar todas as pessoas de forma igual. Isto quer dizer que toda a sociedade tem que apoiar as bandeiras do movimento dos homossexuais. Nem que os que discordam devam apoiar propaganda de homossexualismo para crianças em nossas escolas. Uma coisa é não ter preconceito,outra coisa é apoiar o movimento.
Para evitar confusões que já chegaram a nível do Congresso Nacional, vamos aceitar e não apoiar as idéias homossexuais.
Assim o respeito a todos será importante no diálogo na sociedade.
Eu não apoio, mas respeito a causa.

REPARTINDO O BOLO

Na política e na vida, na hora de fazer o bolo, poucos querem trabalhar. Mas na hora de repartir todos querem ganhar seu maior pedaço. Em época de seca e de eleições: os urubus voam mais baixo. É que a sujeira é maior. Muitos politiqueiros contam com a necessidade do povo e esperam os votos a comprar.
Enquanto isto os compromissos com a Copa do Mundo de Futebol e as Olimpíadas Mundiais, ficam atrasados. A FIFA vai cobrar quanto aos prazos combinados e os politiqueiros só pensam em reeleição e eleição de seus candidatos.
O Brasil necessita de homens de bem que pensam no povo e veem o trabalho, a saúde pública e a educação como prioridades além das brigas e confusões políticas.

Nenhum comentário: