6/01/2012




Um guerreiro de letras e ideias



Quando perdemos a capacidade de nos indignarmos ante atrocidades sofridas por outros, perdemos também o direito de nos considerarmos serem humanos civilizados”

Vladimir Herzog

 Jornalista Lúcio Flávio Pinto, merecidamente, vai receber o Prêmio Vladimir Herzog, por sua trajetória corajosa e trabalho exemplar à frente do Jornal Pessoal – que em agosto completa 25 anos -, e será laureado ao lado do jornalista Alberto Dines, em outubro, no Teatro da Universidade Católica, o TUCA.

Lúcio foi indicado por unanimidade e em caráter excepcional: o prêmio normalmente é atribuído a um profissional da imprensa que se destaque na luta pelos direitos humanos e pela cidadania.

Alberto Dines, 80 anos de idade e 60 de profissão, é um dos mais atuantes e importantes profissionais da imprensa do país. À frente do OI, ele faz a crítica permanente da atuação da mídia no Brasil e abre espaço à fala de profissionais, como o próprio Lúcio Flávio, no programa OI na TV. Desde o ano passado, Dines tem dispensado atenção especial à luta de Lúcio diante da censura que lhe é imposta pelo Judiciário do Pará.

Como jornalista, cidadã paraense, conterrânea santarena e amiga pessoal de Lúcio Flávio Pinto, sinto orgulho do reconhecimento ao seu trabalho.

____________________________

Transcreito do Blog da Franssinete Florenzano

Nenhum comentário: