7/28/2012

LUIZ SOLANO – O Repórter do Planalto




DITADURA NA CÂMARA

Tudo indica que a ditadura acaba de chegar na Câmara dos Deputados. Pois bem, o deputado Roberto Freire disse que que o presidente da Câmara, deputado Marco Maia, não pode censurar parlamentares e a sociedade de se expressarem sobre o mensalão no Congresso Nacional. Posição semelhante foi assumida por parlamentares do DEM e do PSDB.
Para Freire, o presidente Marco Maia, precisa respeitar a liberdade democrática e não se opor aos debates do país. O parlamentar disse que proibições valem apenas quando as regras legais são quebradas.
Segundo o parlamentar paulista, ninguém pode ser impedido de se manifestar livremente no Congresso. Ele disse que espera que Maia, não queira proibir os parlamentares de expressarem a sua opinião seja ela qual for.
Mesmo no regime militar, com todos os mecanismos de repressão existentes, manteve-se o dispositivo constitucional de inviolabilidade do parlamentar pelo que dissesse na tribuna.
O petista Marco Maia, decidiu impedir que os deputados façam manifestações no plenário da Câmara Federal sobre o mensalão durante o julgamento do caso pelo Supremo Tribunal Federal e que começa dia 2 de agosto.
Sob o argumento de que o processo não pode ser "contaminado" pelo debate político, Marco Maia afirmou que não irá permitir faixas, cartazes ou outras formas de manifestação a favor ou contra a condenação dos réus. Como presidente da Câmara o deputado do PT tem o poder de cortar o microfone se os discursos virarem ofensas ou manifestações que ultrapassem o uso da palavra, tais como estender faixas no plenário. Ele sabe, porém, que não pode evitar os discursos.
Portanto a ditadura acaba de chegar no Congresso Nacional, pelas mãos do presidente da Câmara, deputado Marco Maia, que por sinal é do PT.

TELEFONIA CELULAR

Já faz muito tempo que empresas de telefonia celulares lesam seus clientes, roubam créditos, cobram em duplicidade, cobram ligações de outros em sua conta. Junte-se a isto a dificuldade de reclamação, pois fica difícil uma conversa séria com gravações que, de tanto nos irritar, acabam nos levando ao prejuízo. Agora criam estas diretrizes para proibir vendas de novas linhas até que resolvam os problemas.
Parabéns, ótima idéia; desejamos que esta norma atinja também os planos de saúde, cada vez mais caros e cada vez menos abrangentes. Na verdade, são muitos os setores que exigem algum tipo de controle.
REMÉDIOS GENÉRICOS

Tem genérico ? Um em cada quatro remédios vendidos é genérico. Evolução mostra que os consumidores estão deixando de lado o preconceito. Em alguns casos, a diferença entre o preço do medicamento genérico e o de marca chega a ser de até 80%.
Presentes no mercado há mais de dez anos, os genéricos ganham cada vez mais a confiança do público.
Eu  só compro genérico e o efeito é o mesmo.  Os genéricos representam a porta de acesso a medicamentos que, antes, não eram consumidos por conta dos altos preços.
A Lei dos Genéricos possibilitou o surgimento da indústria nacional do segmento. A disponibilidade maior de produtos contribui para o aumento das vendas.
É bom lembrar que tudo isto começou quando José Serra, era Ministro da Saúde.

DELÚBIO EM AÇÃO

De uma fonte segura, soube que Delúbio Soares - aquele do PT - dirá ao Supremo Tribunal Federal que não houve compra de deputados. É verdade não houve compra de deputados. No esquema do mensalão, os deputados eram alugados. Pagava-se mensalmente pelo aluguel de suas consciências e votos. O julgamento está sendo aguardado com grande expectativa pela sociedade brasileira.
Resta saber se alguém vai ser condenado.

QUANTO CUSTOU

Em Brasília se faz uma pergunta de quanto custou a sinalização especial para ônibus colocada na avenida W3 sul e  norte, obras feitas em menos de cinco meses e que agora sumiram com o recapeamento das vias citadas?
Uns falam de quatro milhões de reais, outros em cinco milhões. A verdade é que jogaram dinheiro fora, pois vai ser feito tudo novamente, sem contar a arrecadação das multas, que foram aplicadas nos motoristas que não respeitaram essa sinalização imoral... que nasceu e logo morreu.
Como o governo do PT do Distrito Federal, não tem planejamento em suas obras, foi exatamente o que aconteceu. Dinheiro jogado fora e quem paga é o contribuinte.
É a má administração instalada no Distrito Federal.

APOSENTADORIAS EM JOGO

Volta a discussão no Congresso Nacional e a questão  do fator previdenciário. Injusto e ilegal ele pune aqueles que  que começaram a trabalhar cedo mas que contribuíram há 35 anos ou mais, com o INSS e quando se aposentam recebem praticamente a metade daquilo que teriam direito.
Essa aberração é ainda mais grave, pois esse assalto se perpetua ao longo da velhice do contribuinte. Se não querem acabar com o fator que menos que ele seja decrescente até que o aposentado complete os 65 anos de idade.
Ele sendo decrescente é menos injusto pois as despesas médicas e comuns a uma pessoa idosa aumentam na medida que a idade avança. Se a pessoa contribuiu 35 anos mais tem 55 anos de idade o fator no primeiro ano seria um; no ano seguinte seria menos até que aos 65 anos ele desaparecia.
Essa seria a melhor fórmula e a solução para o problema.

DINHEIRO E URNAS
 
As eleições municipais estão se aproximando quando serão escolhidos cerca de 5.600 prefeitos e outros milhares de vereadores. O fato poderia se constituir numa festa da democracia. No entanto, é  causa de preocupação com o provável aumento do nível de corrupção, em decorrência do financiamento das campanhas eleitorais com recursos de empreiteiras, banco etc..
A legislação admite que pessoas jurídicas possam aplicar, nessa finalidade, até 2% do seu faturamento anual, que implica recursos de dezenas de bilhões de reais e ai mora o perigo.
Os corruptores quase nunca são incomodados. Atuam livremente no toma lá dá cá e conseguem até mesmo a formação de expressivas bancadas no Congresso Nacional para a defesa de seus interesses que naturalmente colidem com as aspirações da nação brasileira e do seu povo.
É verdade que eliminar a corrupção eleitoral com a legislação vigente não é tarefa simples. Porém,é possível reduzi-la significamente com o financiamento público de campanha.
Otaviano Helene, do Instituto de Física da Universidade de São Paulo, conversando com a reportagem do JORNAL DO FEIO, alerta que é necessário denunciar a situação atual, pois parece que a maioria da população ainda não percebeu que, como está, nós financiamos os candidatos que as elites escolhem, uma vez que os recursos aplicados pelos financiadores são transferidos para os custos e os preços dos seus produtos e serviços.
Assim, conclui  Otaviano Helene, “que estamos contribuindo para que os donos do País perpetuem-se como donos do poder”.

DE OLHO NO SUPREMO

A ministra Eliana Calmon, Corregedora Nacional de Justiça, afirmou a este repórter e ao JORNAL DO FEIO, que o Suplemo Tribunal Federal será julgado pela opinião ao analisar o processo do mensação a partir do dia 2 de agosto. "Há por parte da Nação uma expectativa muito grande e acho também que o Supremo Tribunal Federal está tendo o seu grande julgamento ao julgar o mensalão" disse ela.
A Procuradoria-Geral da República acusa 38 pessoas, entre elas José Dirceu, Primeiro Ministro da Casa Civil do Governo Lula, de formar quadrilha para comprar o apoio de parlamentares no Congresso Nacional, com dinheiro público.
Portanto nesta emana vai ser de muita agitação em Brasília, O JORNAL DO FEIO  e Mix FM 100.9. de Belém do Pará, vão acompanhar passo a passo desse julgamento.
Agora resta saber se alguém vai ser preso e ficar por muito tempo na cadeia!

DEU PIT NA DILMA

A presidente Dilma, ficou irritada porque não teve a devida cobertura nos jornais, televisão e rádio de Londres, durante a abertura da Olimpíadas.
Ganhou apenas 10 linhas em dois jornais londrinos.
Ela certamente pensou que estivesse no nordeste e nos bolsões de misérias, onde é aplaudida com vassalagens por todos os lados. Deu broncas no Embaixador do Brasil em Londres, no Chanceler Antonio Patriota e na sua Assessoria de Imprensa. Ninguém falou nada, com medo de perder o emprego, pois já estão acostumados com a arrogância e truculência da Presidente do Brasil.
Agora um detalhe, que a grande imprensa não deu – de que a filha de Dilma - que mora em Porto Alegre -, estava ao lado dela na Tribuna de Honra, e se pergunta quem pagou a passagem da mesma? e se foi no avião presidencial, já que não é funcionária do governo?

Nenhum comentário: