7/14/2012

LUIZ SOLANO – Repórter do Planalto





SAMUEL MAGALHÃES apresenta novo livro em Brasília

O pesquisador Samuel Nunes Magalhães apresentou ao público na noite do dia 11 de julho a nova obra de sua autoria, Anna Prado: a mulher que falava com os mortos, publicada pela FEB Editora. O evento, que reuniu convidados e familiares do autor na Livraria Dom Quixote do Centro Cultural Banco do Brasil de Brasília, celebrou a jornada de oito anos de pesquisa sobre a vida da primeira médium de efeitos físicos do Brasil.
O novo livro já se encontra a venda na loja virtual da Federação Espírita Brasileira (FEB), através do endereço www.feblivraria.com.br. A publicação traz ao público 380 páginas sobre a vida e a missão de Anna Prado, assim como depoimentos e documentos relativos às pesquisas científicas dos fenômenos que vivia a jovem mãe de família do Pará. Samuel Magalhães também é autor de Charles Richet - o apóstolo da Ciência e o Espiritismo, também da FEB Editora.
N.do R – Como percebem, Ana Prado era paraense. Samuel vai lançar, em breve,o livro em Belém.

GASTOS ABUSIVOS

Os paises da Europa estão reduzindo seus custos. Os políticos brasileiros aumentaram o número de vereadores em todo o Brasil.
Será que estão cegos ?
O Brasil alega que não tem dinheiro para aumentar os recursos da saúde, da educação, equipar e por em funcionamento os hospitais que já estão construídos e para pagar os direitos dos aposentados. Mas tem para pagar salários de mais vereadores. Tem para aumentar o salário de membros do judiciário. Tem para manter uma máquina altamente inchada e imprudutiva.
A verdade é que, como sempre, o Brasil gasta sua elevada carga tributária em atividades-meio e sacrifica,quem precisa do estado. Não se imagina tanto desperdício.

EXEMPLO DO URUGUAI

O Presidente do Uruguai, José Mojica deveria servir de exemplo aos políticos mundo afora, visto seu estílo de vida simples e suas idéias avançadas. Apesar de um recuo sobre a polêmica questão de incluir o tiranete Hugo Chaves, entre os presidentes do Mercosul, tornou claro que a orientação personalista e corrupta de Chavez não é a sua.
Por essa e outras, é um governante a ser seguido.
Enquanto, os demais presidentes desfilam em carros blindados, o senhor José Mujica utiliza somente um velho fusca, doa 90% do seu salário para a construção de moradias populares e oferece a sua residência oficial para abrigar moradores de rua.
Tem buscado apoio a regularização das drogas a fim de enfraquecer o narcotráfico, diminuir os gastos com a repressão e minimizar os impactos das drogas em seu país."Pepe" como é conhecido no Uruguai, já lutou contra a ditadura e seu grande mérito não é ser presidente mais pobre do mundo, é manter-se pobre e simples.
No Brasil, quando a presidente Dilma, deixa o Palácio da Alvorada para trabalhar, é seguida por 15 carros,de seguranças, auxilares e uma ambulância.
Na época de Sarney, Fernando Collor e Fernando Henrique eram apenas três automóveis que faziam o serviço.Com o Lula, o número de veículos aumentou para oito e agora com Dilma, são 16.

BANDIDAGEM DE FORA

Verdadeiras quadrilhas de estrangeiros oriundos da Bolívia, Peru, Colômbia, Equador e Argentina se especializaram em assaltos e roubos nos aeroportos e restaurantes da cidade de São Paulo, Rio de Janeiro e agora em Brasília, tornando-se verdadeira praga a nos atormentar a vida.
“Quando a polícia consegue levá-los a uma delegacia, lá eles pagam fiança e voltam imediatamente aos seus locais de ‘trabalho”. Devemos isso a Lei 12.403/11 sancionada pela presidente Dilma, em maio do ano passado.
Portanto,os meliantes destes países são incentivados a vir ao Brasil praticar crimes impunementes, e devem estar muito gratos aos nossos parlamentares e à presidente Dilma por legalmente facilitar-lhes o exercício da criminalidade.
É desta maneira, também, que o governo brasileiro colabora com a crise no mercado de trabalho que assola os países que nos fazem fronteira.

O TRÂNSITO CAÓTICO

Pelo excesso de carros nas vias, por que ha falta de transportes coletivos, todos sofrem diariamente com os congestionamentos no trânsito na maioria das cidades.
Os incentivos que o governo federal está dando para a compra de carros teria sido mais racional se fossem direcionados para a compra de ônibus e implantação de metrô nas maiores cidades.
Como vantagem adicional diminuiria a poluição.

TUDO EM FAMÍLIA

O empresário goiano Wilder de Moraes,que foi empossado no lugar de Demóstenes Torres, que teve o mandato cassado, foi casado durante oitos anos com Andressa Mendonça. Os dois tiveram dois filhos e Andressa ou deixou para ficar com o bicheiro Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira,de quem era amigo...Wilder de Moraes é dono da Onça Construtora que, entre outros empreendimentos, tem shoppings centers e hipermaercados em Goiás.
Dados da Justiça Eleitoral apontam que ele doou R$ 700 mil à campanha de Demóstenes Torres, sendo seu segundo maior doador de campanha. O patrimônio declarado é de R$ 14 milhões de reais.
Antes de ser indicado para a suplência na vaga de Demóstenes, em 2010, o empresário nunca tinha ocupado um cargo público ou se envolvido com política. Ele filiou-se ao DEM em 2009 e após a eleição de Marconi Perillo ao Governo de Goiás, foi nomeado para o cargo de Secretário Estadual de Infraestrura, onde permaneceu até este final de semana, quando tomou posse como novo senador por Goiás.

AMIGUINHOS DA CORTE

Seguindo os ensinamentos do guru Lula que no final do mandato indicou um ex-advogado do PT e muito próximo de Dirceu, Dias Toffoli, para o Supremo Tribunal Federal, a presidente Dilma também escolheu uma advogada do PT, Luciana Lóssio, para ser um dos setes ministros do Tribunal Superior Eleitoral.
Isso em pleno ano eleitoral, em que as pendengas das campanhas municipais serão julgadas tão impacialmente quanto a ideologi partidária assim o permitir.
Realmente os petistas não dão ponto sem nó.
Está tudo dominado, conforme o que foi discutido no Forum de São Paulo.

PREVIDÊNCIA

Volta a discussão no Congresso Nacional a questão do fator previdenciário. Injusto e ilegal, ele pune aqueles que começaram a trabalhar cedo mas contribuiram há 35 anos ou mais, com o INSS e quando se aposentam recebem praticamente a metade daquilo que teriam direito.
Essa aberração é ainda mais grave pois esse assalto se perpetua ao longo da velhice do contribuinte.
Se não querem acabar com o fator que pelo menos ele seja decrescente até o que aposentado complete 65 anos de idade. Ele sendo decrescente é menos injusto pois as despesas médicas e comuns à uma pessoa idosa aumentam na medida que a idade avança.
Se a pessoa contribuiu 35 anos mais tem 55 anos de idade o fator no primeiro ano seria um; no ano seguinte seria menor até que aos 65 anos ele desapareceria.
Essa seria a melhor fórmula e solução para o problema.

DISPARIDADES

Os governos parecem sempre se atrapalhar com a questão remuneratória dos servidores públicos. A situação é simples. Assim como o próprio governo concede no mínimo, a inflação aos funcionários de suas próprias estatais e também para aposentados e pensionistas pelo INSS e a iniciativa privada faz o mesmo, - como então a classe dos servidores e militares seriam diferentes? Agora, é preciso acabar com as discrepâncias dentro do setor público, como o fato de um Controlador de Tráfego Aéreo Civil ganhar inicial de R$ 4 mil reais e o terceiro sargento na mesma função na cadeira ao lado, ganhando R$ 3 mil reais brutos.

CONTINUA ENCRENCADO

Em discurso no Senado Federal, o chanceler Antônio Patriota, voltou a defender o isolamento imposto ao Paraguai no Mercosul e da UNASUL (União das Nações Sul-Americanas). A decisão, disse ele, foi um sinal de que não há mais espaço para "aventuras antidemocráticas" na Região.
“Um titular da OEA, disse ser contra a suspensão do Paraguai da entidade.” A avaliação da OEA é muito mais técnica do a que foi feita pelo Mercosul, segundo o professor Osmar Visibeli, da Universidade Anhembi, em conversa com o repórter aqui em Brasília.

TETO SALARIAL

A Constituição Federal estabelece um teto para renumeração dos servidores públicos sem exceção. Não obstante, constata-se que há alguns que recebem acima desse teto, como é o caso de 76 servidores com supersalários do Tribunal de Justiça do Distrito Federal.
Não há qualquer justificativa para uma coisa dessa que viola a norma constitucional. Vantagens eventuais também estão sob o teto. Então, o que existe é displicência pelo menos com as coisas públicas, em especial no pagamento de remuneração acima do teto.
Quem paga é responsável pelo pagamento e responsável civil e criminalmente pela violação da norma constitucional. No caso do Tribunal de Justiça do Distrito Federal, o que é necessário fazer não é justificar o injustificável com argumento que não justifica nada.
O que se deve fazer é abrir procedimentos administrativos para punir quem autoriza esses pagamentos espúrios.
E quem recebe,sabe que está recebendo dinheiro indevido e também tem sua culpa por não recursar e pedir retificação cabível do montante de sua remuneração.



MIX FM 100.9

Estou falando diariamente na MIX FM 100.9, direto de Brasília, às 7,30 no programa Mix Atualidades apresentado pelo radialista Nonato Pereira, com 73% de audiência em todo o Estado do Pará.
Com noticias quentes diretas do Palácio do Planalto, Congresso Nacional e Ministérios.
Quer saber das notícias em primeira mão e bem cedinho? É só ouvir o Mix Atualidades, apresentado pelo Nonato Pereira na MIX FM 100.9 MHz.

Nenhum comentário: