8/25/2012

LUIZ SOLANO – O Repórter do Planalto



MAIS UMA INDENIZAÇÃO


 A Comissão de Memória e Verdade da Universidade de Brasília, vai investigar a suspeita que o ex-reitor da instituição de ensino, Anísio Teixeira, foi assassinado em março de 1971, por supostos agentes do Estado, após ser sequestrado e levado para uma unidade da Aeronáutica, quando se dirigia à casa do filólogo Aurélio Buarque de Holanda Ferreira, no Rio de Janeiro.
Segundo a nova versão, Anísio sofreu tortura e foi encontrado com ossos quebrados e traumatismo na cabeça e no ombro, devido a pancadas com objeto de forma cilíndrica, possivelmente feito de madeira.
Essa versão é admitida pela família do ex-reitor e veio a público na semana passada, no momento de instalação da comissão. Durante a cerimônia, João Augusto de Lima Rocha, professor da Universidade Federal da Bahia e biógrafo de Anísio Teixeira, anunciou que tinha conhecimento do assassinato.
O interessante nessa história, cujo fato aconteceu em 1971, é o tipo do objeto que causou a morte, ou seja, de forma cilíndrica e feito de madeira, como se tivesse deixado rastro.
O outro lado dessa conversa é que já estão estudando a possibilidade de indenização, que poderá chegar a soma de R$ 15 milhões de reais e com uma pensão para os herdeiros.
Resta saber se os advogados que estão trabalhando no caso, vão receber os honorários, como é de praxe; e qual a idade dos herdeiros do ex-reitor Anísio Teixeira, se ainda são crianças, usam fraudas e tomam mamadeiras.
É mais uma indenização que será paga por nós.
A verdade é que Anísio Teixeira, caiu no poço de um elevador, quebrou os ossos e  agora estão dizendo que foi assassinato.
Olho vivo, pois se que vai pagar a conta somos nós.

SUJEIRA NO STF

Por mais de uma hora acompanhei ao vivo através da TV Justiça, o voto do revisor da ação penal 470 sobre duas das acusações a que responde o mensaleiro João Paulo Cunha, - aquele que mandava a mulher receber as propinas na boca do caixa em um banco em Brasília.
Um discurso vergonhosamente direcionado em defesa de um bandido. Verdadeiro desrespeito à cidadania e que causa nojo e náuseas a qualquer cidadão de bem.
Meu Brasil é merecedor de uma a corte suprema com Ministros que não desonrem a toga e desmintam com seus atos a corregedora do Conselho Nacional de Justiça.

BANCO DO BRASIL

Nesse lamaçal do mensalão, o que poucos observam, foi o uso criminoso do Banco do Brasil pelo PT. São centenas de milhões de reais desviados do BB para as empresas de Marcos Valério e daí para o bolso de dezenas de políticos da "base aliada".
É lamentável o que estão fazendo com o BB onde quadrilhas brigam entre si.
Em comum o fato de todos serem ex-menores aprendizes que entraram no BB sem concurso público e, ante a passividade do TCU e o Ministério Público, ainda lá estão, agora na direção do Banco.
Enquanto isso o BB do PT saqueia a Previ inflando seus lucros. Baseado em uma criminosa e ilegal portaria da Previc, evita que os verdadeiros donos dos recursos tenham uma aposentadoria mais digna com os seus recursos poupados há décadas.

REGIME AUTOMOTIVO

Deverá estar na mesa da presidente Dilma, até o final deste mês, o decreto que define o novo regime automotivo do País. As negociações estão aceleradas entre órgãos do Ministério da Fazenda e da Anfavea; emperrando a decisão, a emissão de gases e as cotas de importação para montadoras não estabelecidas no Brasil.

OLHAS AS CUECAS

O jovem participa de um flash-mob e gosta de dizer que é uma pessoa de atitude. Fazer uma coisa dessas é porque alguns combinam, sem sentido nenhum, só porque é legal... não seria falta de personalidade? Não estaria sendo um "Maria vai com as outras"?
Acho que os jovens deveriam ser mais inteligentes e conversar mais com os seus pais sobre os caminhos que estão tomando.
E ainda tem gente, que se orgulha de ter participado.

JUSTIÇA LENTA

A Justiça lenta é a angústia de milhões de brasileiros que esperam anos por uma decisão que acaba se transformando numa situação agonizante.
Presenciei   agora, de um senhor com 83 anos de idade, com mal de Alzheimer.
Ao final da vida, se viu travado pelas burocracias internas dos tribunais e, pela falta de agilidade do Judiciário.
Vimos seus reclames trabalhistas partirem junto com ele há cinco anos, sem ao menos ter a oportunidade de usufruir da sentença, que propiciaria melhores condições no tratamento de sua enfermidade, minimizando a dor dos que o amaram.
Lentidão da Justiça é a prova de menosprezo a milhões de cidadãos que buscam a proteção de direitos.
Celeridade nas ações de interesse dos poderosos e, morosidade nos trâmites para o Jeca tatu.

SISTEMA PRISIONAL

Na minha concepção, as penitenciárias não foram construídas para oferecer o mesmo tratamento que as pessoas encontram em hotéis e muito menos espaço para se "guardar" criminoso.
Ao contrário, cadeia serve para punir aquele que cometeram crimes, de forma a que pensem duas vezes a reincidirem nas suas práticas criminosas.
A população do Distrito Federal, e acredito que de todo o Brasil, não apoia vida boa para esse tipo de gente, principalmente para traficante e estuprador.

PRESENTE DE GREGO

Passando as férias nas ilhas gregas, o empresário e apresentador Silvio Santos não deve estar sabendo dos descalabros cometidos pelas produção de "Os maiores Brasileiros de Todos os Tempos". Certamente, mais sensível e com seu faro aguçado, ele sabe que não dessa forma que se trata os grandes nomes deste País.
A Patrícia Abravanel, excelente sucessora do pai, está de olho.
Por outro lado, a propósito do que se comenta da celebre rádio-corredor,
que lá, lá da Europa, Silvio Santos mandou um recado para os dirigentes do SBT: - ao regressar da viagem, na sua chegada ao pisar em São Paulo, ele quer a Hebe Camargo, de volta ao Sistema Brasileiro de Televisão.
Custe o que custar.
Afinal, saudade não tem idade.

HORÁRIOS NOS TRIBUNAIS

Os funcionários do Tribunal de Justiça do Distrito Federal, e de todo o Judiciário nacional, têm dois recessos por ano, param nos feriados, Dia do Advogado, tiram férias e trabalham, - ou deveriam trabalhar - de 12 às 19 horas,
No entanto, não se consegue ser atendido antes das 13 horas e após as 18 horas.
Na distribuição dos Juizados Cíveis, por exemplo, às 18 horas todos os funcionários já foram  embora... e quando dá pane no sistema eles não querem fazer a distribuição manual, desrespeitando a população e até um provimento do próprio tribunal.
Não existe gerência ou coordenação.
Não se consegue nem reclamar.
Eles só querem aumento dos mais elevados salários, muito elevados pelo que fazem ou deveriam fazer.
Seria bom que o Judiciário fizesse uma autocritica pois não aguentamos mais ser mal atendidos, ter nossas ações se arrastando há oito, dez ou mais...e pagamos elevados impostos para toda essa ineficiência e abuso.

Nenhum comentário: