1/26/2013





CIRROSE
Uma das sete principais causas de morte em países do Ocidente, a cirrose hepática está entre as dez doenças que mais matam no Brasil, com 20 mil óbitos por ano. Mais comum em homens com idade superior a 45 anos, é causada principalmente por consumo excessivo de álcool e obesidade, mas pode ser desenvolvida a partir de todas as doenças que levam à inflamação crônica do fígado, como hepatites virais e distúrbios do colesterol. A consolidação da doença segue um processo crônico, progressivo e silencioso de inflamações no fígado até formar múltiplos nódulos.
CIRROSEII
Segundo explicação da cirurgiã gastro-hepatologista Eloiza Quintela, quando os sintomas ficam mais claros e a pessoa descobre que a inflamação avançou, o fígado já não funciona bem e o tratamento apenas vai tentar preservar o órgão ao máximo. “O que é assintomático é a fase inicial, que dura de 1 a 15 anos se desenvolvendo, de forma silenciosa”, afirma ela, acrescentando que, na fase terminal, a doença exige o transplante do fígado. Nos últimos meses de 2011, um transplante chegou a ser cogitado para salvar a vida do ex-jogador Sócrates. O craque morreu em 4 de dezembro no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, após quatro internações. Na primeira, em agosto daquele ano, Sócrates admitiu que foi dependente de álcool e revelou ter cirrose.
CIRROSE III
De acordo com Eloiza, o alcoolismo atinge 15% da população brasileira e pode causar outros problemas além da cirrose, como câncer na boca, língua e esôfago. Entre os primeiros alertas para a cirrose estão perda da libido, aumento das mamas (nos homens), fraqueza, inchaço nas pernas e varizes, alteração nas cores da urina (escura) e das fezes (clara) e câimbras freqüentes. A abstinência total ao álcool e a vacina contra a hepatite B ajudam a evitar a cirrose. Além disso, Eloiza recomenda alimentação saudável e uso controlado de medicamentos, especialmente corticóides. Ela sugere, ainda, a realização periódica de exames médicos.
TABAGISMO 
Aprovada há mais de 1 ano, lei federal antifumo ainda espera por regulamentação para realmente passar a valer em todo o Brasil. Só oito Estados têm legislação própria. Graças a uma alteração na Lei 9.294/96, que foi sancionada pela presidente Dilma Rousseff em 15 de dezembro de 2011, o Brasil já tem uma lei federal antifumo – que proíbe fumar em lugares fechados, privados ou públicos, e limita a propaganda de cigarros e similares. A legislação, porém, não surte qualquer efeito em território nacional.
TABAGISMO II 
 
Mais de 13 meses após ter sido publicada no Diário Oficial da União, a lei aguarda a regulamentação para valer de fato. “Teoricamente [a novidade da lei 9.294/96] está em vigor, mas como não está definida a regulamentação, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), as secretarias de saúde e outros órgãos ficam sem saber como agir para que seja cumprida”. A lei 12.546, que decreta a mudança na lei federal antifumo, deixa bem claro que as novas medidas “produzirão efeitos somente após a sua regulamentação”. Por isso, entidades que lutam contra as causas e os efeitos da dependência do tabaco pressionam o governo. Hoje só oito Estados – São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Goiás, Paraíba, Roraima, Rondônia e Amazonas – sabem como proceder contra os fumódromos. Isso porque se anteciparam e criaram leis estaduais antifumo.

OCIOSIDADE
 
O número de jovens brasileiros com idades entre 15 e 29 anos que não estudam, não trabalham e não procuram emprego já chega a 8,8 milhões no País, aponta pesquisa do IPEA. Eles não estudam, não trabalham e não procuram emprego. Conhecidos como “nem nem”, os jovens ociosos entre 15 e 29 anos já somam 8,8 milhões no País – o que representa mais de 17% dos brasileiros nessa faixa etária. Levantamento publicado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) no fim do ano passado mostra que o número de jovens nessa situação aumentou em 708 mil de 2000 a 2010.

OCIOSIDADE II
 
Os motivos que levam ao abandono da escola e do trabalho podem ser bastante diversificados. O certo é que a geração “nem nem” é um fenômeno de consequências perigosas para o futuro dos jovens e do País, como alerta Solange Kanso, uma das autoras da pesquisa. “Com pouco estudo e baixo rendimento, o jovem não consegue se preparar para o mercado. Não estar inserido no mercado resulta em renda ainda menor e isso afeta a frequência escolar, vira um ciclo vicioso”.

FINANCIAMENTO
Mototaxistas de todo o Estado que desejam adquirir motocicletas ou equipamentos para desenvolver a atividade agora contam com uma linha de crédito específica no Banpará. O valor do financiamento varia de mil a dez mil reais e pode ser pago em até 36 vezes. A gerente de microcrédito do banco, Rosa Almeida, explica que o objetivo da linha é contribuir para a geração de emprego e renda. “A nossa intenção é facilitar o acesso ao crédito e, assim, poder gerar ocupação e, consequentemente, renda”, observa. Segundo a gerente, a iniciativa ainda estimula a segurança no trânsito, uma vez que, para conseguir o financiamento, é necessário que o condutor obedeça a uma série de exigências, como o cadastro do departamento de trânsito do município onde ele vive e um curso de direção defensiva, ministrado pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran).
MOTINHAS
______________________________
 
__ 
Gesto digno de elogio, atitude nobre tomada pelo prefeito de Santarém Alexandre Von (PSDB) no jogo do São Francisco contra o Paragominas no ultimo domingo/20. Acompanhou o ilustre torcedor Franciscano número 1 Chico Coimbra ao estádio Colosso do Tapajós, para assistir a partida. Uma bela imagem. O empresário é genitor da primeira dama Zuíla Von. ••• Feijoada com muito pagode no próximo domingo (03.02) sob o comando da competente e renomada cheff Marlene Arlete. O evento será realizado no Spazio Melo Eventos na Curua-una entre Álvaro Adolfo e Borges Leal. Imperdível. Apenas R$ 7,00. ••• Problemas de visão podem dificultar o aprendizado e o desenvolvimento das crianças. Por isso, o projeto Olhar Brasil do Ministério da Saúde atua na identificação e na correção de problemas de visão de crianças da rede pública de ensino, vinculadas ao Programa Saúde na Escola. O Projeto foi criado em 2007 em uma parceria entre os Ministérios da Saúde e da Educação. ••• Os 91 anos do nascimento de Leonel Brizola, ocorrido na última terça-feira (22/01), foram celebrados em diferentes Estados brasileiros. Em Belém a homenagem foi comandada por Odair Corrêa e Shirley Silva. ••• Vereador Henderson Pinto (DEM) presidente da Câmara Municipal de Santarém, vai administrar o Legislativo com trabalho, dinamismo, independência e competência. Quem viver vera. ••• O Governo do Pará já concluiu o planejamento das campanhas de prevenção a acidentes com motores de barcos, que causam escalpelamento. Atualmente existem 29 comitês municipais instalados no Estado - 16 no Marajó, região responsável por quase 50% dos casos registrados em 2012, e 13 no Baixo Amazonas. ••• Mais de 93 mil servidores estaduais, o equivalente a 88% do funcionalismo, receberão os salários de janeiro com reajuste, incluindo o novo piso salarial do magistério e o percentual de aumento do salário mínimo, resultando em um acréscimo superior a R$ 15 milhões na folha de pagamento do serviço público estadual. O pagamento inicia nesta sexta-feira/25. ••• Neste domingo tem São Francisco x Tuna. Informo aos ilustres amigos que sou tunante, desde pequenino. Vamos ao estádio. Que vença o melhor. Transmissão: Rádio Ponta Negra AM ••• Meu amigo Nilson Natalino após vários meses na capital, retornou à Santarém. Cabo, seja bem vindo. ••• Neste sábado encontro marcado na Garapeira Ypiranga do grande amigo Cacheado. Presenças da Loira gelada, Ruiva Destilada, Morena Quente, Negra Gostosa e Bela Dalila. Fui.

Nenhum comentário: