9/16/2007

A poesia de Angela Gonzalez




09/09/2007



Nudez

Meu corpo é pequena armadilha
Onde cairás em instantes
Olha-o... deseja-o...
Sente os fluidos que dele exalam te entranhando as narinas...
Entras no santuário esperando encontrar carne
Mas te deparas com um anjo azu

Surpresa inquietante.
Caíste.
Estás preso.

Escrito por Angela Gonzalez às 16h28

Nenhum comentário: