1/06/2012

LUIZ SOLANO – O Repórter do Planalto




FALTA DE SENSIBILIDADE DE DILMA


A presidente Dilma, mostrou mais uma vez a sua falta de sensibilidade, não ligando para os problemas das fortes chuvas que caem nas regiões de Minas Gerais, Espírito Santo e Rio de Janeiro. De férias na Bahia, em companhia da filha, do neto, mãe, babá e agregados, apenas deu ordens para os vassalos do Palácio do Planalto, para que dessem atenção as vítimas de mais uma tragédia da natureza.
Se este fosse um governo sério e humano, Dilma,suspenderia as suas "merecidas férias", pegava um a avião, barco,carro ou outro tipo de transportes e ia ver de perto a situação levando a sua solidariedade e uma palavra de esperança. Como é uma mulher que não tem Deus no coração e está se lixando para situação, não se comportou como uma Presidente da República. Em países civilizados a situação seria outra, com o governo em peso presente ao local das tragédias, como aconteceu em Roma, Portugal, Espanha e Itália.
Como eu disse acima, se tivesse Deus no coração e fosse mais humana, bem diferente do seu antecessor,que apesar de ser um falastrão, o Lula, estava de botas, chapéu bem a vontade conversando com as pessoas,e fazendo com que os flagelados sentissem que estavam sendo olhados e cuidados pelo governo federal.
Felizmente faltam três anos para esse governo acabar, e quem sabe, virá um outro presidente com novos propósitos e mais humano que a Senhora Dilma.


SITUAÇÃO DE AGNELO É COMPLICADA


Cada vez mais complicada a situação do governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, com mais denúncias publicadas na imprensa de todo o Brasil. Se defende dizendo que tudo não passa de armação de seus adversários e de governos passados. Diz que está arrumando a casa e que daqui para frente será um novo dia.
Já se passaram 365 dias e tudo é igual desde que assumiu no dia 1 de janeiro de 2011. Não tem pulso forte e é manipulado pelo "primeiro ministro do Buriti", o deputado federal Paulo Tadeu, que exerce as funções de Secretário de Governo. Fala-se que não ficará no governo até maio e será substituído pelo vice-governador Tadeu Felipelli.


POR ONDE ANDAM?


Que fim levaram e onde estão os demitidos ministro de Dilma/Lula? Pelo que sei estão todos muito bem, apesar da perda dos cargos, já que nenhum deles foi punido nem ressarciu o Tesouro pelos rombos causados pelo desvio do erário para dentro dos cofres de seus amados partidos ou para seus bolsos sem fundo.
E apesar disso, Dilma vê subir seu prestígio pelo fato de ter sido obrigada, diante das denúncias feitas pela mídia,inclusive por aqui neste espaço, a demitir seus amigos, o que só comprova a eficiência da máquina de propaganda partidária.
A verdade é que este país virou uma piada de mau gosto nas mãos do PT, pois na realidade a perda dos cargos foi até benéfica para os demitidos, pois se pensamos que Palocci agora pode usar tranquilamente de seus relacionamentos no governo para fazer rentáveis negócios para sua empresa de consultoria, vemos que ele só saiu ganhando. E isto vale para todos eles, que terão certamente um feliz 2012, graças ao PT, graças a Dilma e graças a Lula.


PARABÉNS MINISTRA ELIANA CALMON


Minha solidariedade e aplausos à ministra Eliana Calmon.Tenho certeza de que os brasileiros de bom senso e de responsabilidade, não envolvidos em imbróglios, estão aplaudindo suas atitudes pela seriedade e objetividade demonstradas contra as ações camufladas do governo, alvo de passeatas e de protestos nos jornais.
E se a oposição ainda não se definiu por qualquer candidato, já desgastados, para 2014, ai está uma chance de marcar um tento com quem não desliza pela firmeza dos "braços fortes que não foge a luta" nem tem medo de dizer o que pensa. Ela, sim, honra e orgulha o Judiciário, pois não é uma fantasia qualquer e nem cabide de enfeite.


CANDIDATOS EM 2012


Em Belém do Pará, pelo menos três nomes despontam como candidatos a prefeitura da "cidade das mangueiras".Almir Gabriel, Edmilson Rodrigues e José Priante, já colocaram os seus blocos nas ruas, esperando ter sucesso em outubro deste ano.
Almir Gabriel que já foi prefeito e Governador, é um nome forte, enquanto que José Priante, do PMDB vai ter o apoio do primo, o atual senador Jader Barbalho, enquanto que Edmilson Rodrigues que também foi prefeito de Belém, vai ter correr muito, pois os seus principais adversários Almir Gabriel e José Priante, contam com uma grande massa de eleitores e com dois grandes partidos. Resta agora saber se vão aparecer outros candidatos nesta parada.


DEPENDÊNCIA OU MORTE


Não, o título desta matéria não está errado: é mesmo "dependência ou morte". Pois bem,- se consumarem as exigências da FIFA no sentido da anulação de dispositivos legais para a realização da Copa do Mundo de 2014, atingindo a Constituição Federal, o Congresso Nacional terá que aprovar projeto de lei, mudando o dístico da Bandeira Nacional passando a ser lida: Dependência e Morte.
Dependência de uma instituição subalterna que pretende se mancomunar com cartolas e políticos brasileiros, que as custas do povo brasileiro, só vêm no evento esportivo motivo de enriquecimento pessoal, e morte à soberania nacional.


PRESCRIÇÕES PENAIS


É um absurdo que penas por crimes cometidos prescrevam com o tempo, pois as penas das vítimas e familiares não prescrevem (o processo do mensalão tem 49.914 páginas, e os nomes de 190 milhões de vítimas não estão incluídos).
As prescrições só ocorrem pela morosidade do Judiciário e pelo emaranhado de leis, contra o qual o Judiciário deveria se insurgir, se movimentar, mas não é o que vê, cito aqui não haver prisão perpétua, prisão por apenas um sexto da pena, liminares e habeas corpus às pencas, réus "primários", visitas íntimas, processos não digitalizados; isso, como jabuticabas, existe em paises adiantados?
Nós julgamentos por colegiados é comum haver votos pró e contra, um espanto considerando que as leis e os autos são os mesmos para todos os juízes.


AÇÃO ENTRE AMIGOS


O atual ministro da Integração Nacional (PSB) e o ministro baiano Geddel Vieira Lima (PMDB), do governo Lula, mostraram a todo o Brasil que estão se lixando para os seus superiores e para a opinião pública. Eles simplesmente distribuíram a maior parte das verbas destinadas a socorrer as regiões afetadas pelas enchentes no Brasil para os seus redutos eleitorais em Pernambuco e na Bahia, respectivamente.
O indivíduo que pratica um ato desses precisa estar certo de que ninguém vai reclamar. Esta foi uma das heranças do modo de governar do Lula. Chama o ministro para uma conversa, troca um voto ali, um apoio acolá, e está tudo resolvido. E a famosa governabilidade brasileira. Mas parece que a presidente Dilma não gostou, e tomara mesmo, que não tenha gostado. Ela determinou a Chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, que veja o que está acontecendo no ministério de Fernando Bezerra. Muito bem.
Vamos aguardar os resultados desta intervenção branca. Todos esperam que Dilma, tome uma atitude firme contra esses servidores e não esmoreça com a conversa dos oportunistas que a rodeiam no Palácio do Planalto e não ligue para as recomendações do "primeiro ministro" o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.


JUIZES EM PERIGO


Juízes não querer ser investigados é questão de segurança.Vai que,derrepente,descobre-se que são honestos,poderão ser assassinados como aconteceu com a juiza Patrícia Acioli,de Niterói que foi morta,justamente por estar cumprindo seu dever de processar bandidos.A verdade está, em que as garantias dadas a quem mexe com segmentos perigosos da sociedade, como o crime organizado ou os maus policiais, não chegam sequer perto dos riscos inerentes a esse tipo de atividade.Sem proteção e com a impunidade, o crime só crescerá.


MAIS UM CANDIDATO

Uma fonte de Belém do Pará, me informou que existe mais um candidato à prefeitura da "Cidade das Mangueiras". É o deputado Zenaldo Coutinho, do PSDB, uma figura muito querida entre a população da capital paraense.
Com a entrada de Zenaldo Coutinho, sobe para quatro, o número de pretendentes ao Palácio Antônio Lemos, ou seja uma disputa que vai acontecer entre Almir Gabriel, Edmilson Rodrigues e José Priante, todos com experiência na politica paraense.
Será que vai aparecer mais um candidato para o pleito municipal de 7 de outubro? Vamos aguardar, pois tem muita água para correr por debaixo da ponte.

Nenhum comentário: