1/14/2012

LUIZ SOLANO - Repórter do Planalto





A GRANDE ESPIONAGEM BRASILEIRA


Nos meus 72 anos de idade e com 57 como jornalista, cobrindo o Palácio do Planalto, Ministérios Militares, Congresso Nacional, nunca vi o Brasil numa situação tão vergonhosa como essa, com órgãos públicos espionando a vida de brasileiros, nos moldes da CIA, KGB e ABIM - Agência Brasileira de Inteligência.
Pois bem, tudo começou com uma discursão no Fórum de São Paulo, que teve a presença de líderes como Lula, Dilma, José Dirceu, Tarso Genro, José Genoíno e muitos outros, que hoje estão no poder.
Para os participantes do Fórum de São Paulo, foi transmitido que a espionagem "oficial" é necessária para a consolidação de um governo de esquerda onde tudo deve se usado como aconteceu no Iraque, Líbia, Egito, México e Síria.
Com a autorização da Justiça, hoje em crise, em 2011 foram feitos cerca de 195.270 grampos em linhas telefônicas em todo o País - inclusive a minha -, além de 3.365 e-mails sendo fiscalizados e 11.494 linhas telefônicas que utilizam a internet para a transmissão de voz, sistte-mail conhecido como VOIP.
Quando era funcionária do Governo do Distrito Federal, na época em que Cristovam Buarque, exercia o mandato de governador, eleito pelo PT, Erenice Guerra, montou um grande sistema de espionagem em uma sala, no Governo de Brasília e depois transferiu para o Palácio do Planalto, quando assumiu a chefia da Casa Civil da Presidência da República. Hoje esse sistema de espionagem, funciona no Anexo II do Palácio do Planalto, com todos os blogs sendo monitorados por um grupo de "agentes" do PT, cujas notas depois de lidas, são copiadas, analisadas e armazenadas em um banco de dados, para consultas futuras.
Todo governo que se preza, tem o seu sistema de informações; porém o que está acontecendo aqui no Brasil é algo fora do comum, jamais visto na história deste país. É uma ditadura branca que nos mete medo e nos assusta pelo que pode acontecer no futuro, pois já está em pleno funcionamento.
Nada escapa da sanha dos arapongas e espiões do PT.


MASSACRE DOS APOSENTADOS


Continua o massacre aos aposentados e pensionistas da Previdência Social. O atual governo Dilma Rouseff segue a mesma política do Lula, maltrata aposentados negando-lhes seus direitos a um benefício digno que possa garantir-lhes viver com dignidade. Foi dado ao salário-mínimo um reajuste de 14,2% e aos que recebem acima do salário-mínimo apenas 6,08%, o que faz aumentar a defasagem que já chega a mais de 70% a contar de 1994.
O presidente da OAB Nacional, Ophir Cavalcanti, defendeu a aprovação do reajuste dos salários dos magistrados, dizendo que o “reajuste é um direito, não é um favor". Há que se perguntar porque o ilustre presidente não fala em defesa de quem mais necessita, os idosos, aposentados da Previdência Social? Nada contra os ilustres magistrados, pois eles merecem; mas como diz a Constituição Brasileira em seu artigo 5:"Todos são iguais perante à lei".
O ilustre presidente Ophir Cavalcanti poderia, se quisesse, sair em defesa dos aposentados e pensionistas, pois esses são covardemente massacrados, sofrem fator previdenciário, confisco de seus benefícios e milhares deles ano a ano caem para o patamar de um salário-mínimo. Tudo isso acontece no governo petista que alega distribuir renda e erradicar a pobreza no País. Os projetos que beneficiam os aposentados não são colocados em pauta porque o deputado Marco Maia, presidente da Câmara é do PT e obedece ordens do Palácio do Planalto.


TRABALHANDO PELO SUL


A senadora Ana Améilia, do PP do Rio Grande do Sul conversou com o Ministro da Agricultura, Mendes Ribeiro Filho, e com o vice-presidente do agronegócio do Banco do Brasil, Osmar Dias, sobre a situação dos produtores gaúchos de trigo, que sofrem com a seca. “Além de medidas como a prorrogação para o pagamento de financiamento pelos produtores e a rapidez na liberação de seguros, é preciso garantir dinheiro no Orçamento para o pagamento do seguro de renda aos agricultores que enfrentam problemas com o clima".


SALVEM OS “BEZERRAS”


Parece que o governo está realizando uma campanha ecológica nos bastidores do Palácio do Planalto com este sugestivo nome: "Salvem os Bezerras". Por ser um campanha ecologicamente incorreta tudo está sendo feito em silêncio. Os Bezerras ocupam o ministério e os pontos estratégicos da Integração Nacional. Um deles, o ex-deputado Osvaldo Coelho (DEM), tio do Ministro da integração Nacional, Fernando Bezerra, foi nomeado como membro de um comitê técnico-consultivo para dar palpites sobre agricultura irrigada.
O negócio é tão bom que ele exerce o cargo de graça. Tudo o que titio Osvaldo Coelho recomenda é seguido pelo sobrinho Fernando Bezerra, tendo por base o Programa Mais Irrigação. A Codevasf, que tinha na presidência o irmão do ministro, Clementino Bezerra, é a principal gestora do programa. E a primeira área a ser beneficiada com o programa foi batizada de Nilo Coelho, nome do ex-senador e outro tio do ministro, em Pernambuco.
A campanha "Salvem os Bezerras" visa impedir que os Bezerras se afoguem na sua própria irrigação. Parece que é muita água para pouca terra.


PLANOS DE SAÚDE VIGIADOS


Doutor em ciência e pesquisador do Departamento de Medicina Preventiva da Faculdade de Medicina de São Paulo, da USP, Mário Scheffer concluiu estudo sobre a judicialização da assistência médica suplementar.
Das 782 decisões judiciais analisadas, 88% foram favoráveis ao usuário, obrigando os planos de saúde a arcarem com as coberturas negadas.
Em 4% dos casos, foram concedidas parte posturas solicitadas. Motivo das ações: negativas de tratamento de câncer e de doenças do coração; exclusão de quimioterapia, radioterapia e cirurgias diversas; pagamento de órteses e próteses, principalmente stents, marca passo, exames diagnósticos e medicamentos de alto custo.
Ou seja, quase tudo que o segurado não tem dinheiro suficiente para pagar.


OS "FERNANDOS" ATUAIS


Algo de estranho está acontecendo com os Fernandos. Primeiro foi Fernando Collor que fez atrocidades com os poupadores. Depois vieram os pupilos de Dilma. O Fernando Pimentel com suas assessorias milionárias e estranhas, se segura; até quando, não sabemos.
A bola da vez é o Fernando Bezerra, que segundo a mídia mandou para o seu estado 90% das verbas destinadas à calamidade, inclusive com emendas parlamentares de seu filho, deixando os demais estados federativos a ver navios.
Temos outro Fernando, - o Fernando Haddad. Este é o da Educação; aquele do Enem que foi burlado e teve as últimas provas com fraudes num estado nordestino. O que vimos e sabemos é que os "Fernandos" parece que não são exemplos para com a ética, a moral e até mesmo honestidade.
Espero como cidadão que paga impostos que tanto Pimentel quanto Bezerra, sejam demitidos para o bem da administração pública e que o Haddad tenha moral o suficiente para demitir a responsável pelo Enem ou que Dilma o demita.


BURACOS NO PLANALTO


Quem andou pelo segundo andar dos anexos do Palácio do Planalto nos últimos dias, teve que desviar de baldes e de goteiras, porque um velho problema da estrutura voltou a atacar: as infiltrações. Para resolver a situação definitivamente, os quatros anexos passarão por sua primeira reforma desde que foram inaugurados - a mais recente é de 1979. As obras de impermeabilização e a pintura estão orçadas em R$ 791 mil e começam na próxima semana, com a estiagem do tempo.

Nenhum comentário: