9/06/2012


                    Foto: Sirlene Veiga

 Cápsula do tempo
é enterrada em Belém

Daqui a 14 anos Belém vai saber o que os seus moradores esperavam para o futuro.Isso será possível quando a cápsula do tempo enterrada nesta quarta-feira,05, Dia da Amazônia, for desenterrada em 2026. Centenas de pessoas foram até à Praça da República para deixar armazenado na cápsula os seus desejos e expectativas para o seu futuro ou da sua cidade.

Alunos das escolas Coronel Gurjão e de ensino técnico Magalhães Barata estiveram presentes. Eles participam do projeto Ideias que Transformam, idealizado pela ONG Noolhar, onde debatem temas para uma Belém melhor. A ONG foi a grande idealizarora da cápsula, que chamou a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma) para ser parceira do projeto.
A secretaria apoiou escolhendo o lugar na praça para a cápsula ser enterrada e a construção do local. Uma placa de concreto e de identificação será colocada no local pela Semma. O Procurador da República no Pará, Alan Mansur, e a coordenadora do comitê gestor Propaz, Izabela Jatene, também enviaram as suas mensagens. Entre os candidatos à prefeitura de Belém, apenas Anivaldo Vale,do PR, enviou a sua mensagem para a cápsula.
“Percebemos que as pessoas comentavam muito sobre como Belém era e o como elas queriam que Belém fosse. Então decidimos fazer essa cápsula para depositarmos nossos desejos e planos. Daqui a 14 anos vamos ver se conseguimos concretizá-los”, disse Marcos Wilson, coordenador da ONG Noolhar. Quem passava pela praça era abordado e não resistia a escrever uma mensagem.
Para a secretária municipal de Meio Ambiente, Camilla Miranda, os problemas de hoje devem ser esquecidos. “Todo cidadão tem direito à memória. Com a iniciativa da cápsula, poderemos ver como a cidade evoluiu. Esperamos que problemas de hoje, como desrespeito ao meio ambiente, fome e miséria, não ocorram no futuro. Esperamos que estes problemas fiquem só no passado”, disse.
“Adorei a ideia e espero estar viva daqui há 14 anos para desenterrar e ler todas as mensagens. Espero que a gente consiga realizar nossos sonhos até lá e também melhorar a nossa cidade”, disse a autônoma Liana Torres, que escreveu uma mensagem para a sua família e desejou a melhora do trânsito de Belém.
Todos que participaram do projeto da Cápsula do Tempo, chamada Amigos de Belém, fizeram um cadastro para daqui a 14 anos serem convocados para desenterrar a cápsula,que foi enterrada na Praça da República, ao lado do teatro Waldemar Henrique, na Avenida Presidente Vargas.

____________
Liandro Brito

Nenhum comentário: