9/22/2012

LUIZ SOLANO – O Repórter do Planalto





Greves Brasileiras - I
 
O Brasil está mesmo se transformando no País das greves. Acho que é mesmo justo o trabalhador reivindicar reajuste salarial e melhores condições de trabalho. Só não acho justo que as categorias utilizem a população como massa de manobra.
Depois dos servidores públicos, agora é a vez dos bancários e dos funcionários dos Correios. O engraçado é que a gente não vai receber as contas e não vai ter onde pagar.
Que bom seria se as contas simplesmente deixassem de existir quando os bancos e os Correios estão em greve!...

GREVES BRASILEIRAS II

Anualmente é infalível a greve de bancários. Ao contrário de nações evoluídas, onde greves são decretadas por 24 horas, aqui é por tempo indeterminado. A reivindicação dos sindicatos todos nós queremos: reajuste ao dobro da inflação dos últimos 12 meses, 10%. Os banqueiros oferecem a inflação e algo mais, cerca de 6%, o que poucas categorias conseguem.
De nada adiantará a greve, que só prejudica o povo, pois jamais banqueiros e Governo Federal concederão algo além desses 6%, que já são a inflação e algo mais.

REPUBLIQUETA?

Infelizmente o Brasil continua sendo uma republiqueta do terceiro mundo, governada a quatro mãos e dezenove dedos. A presidente de direito não passa de um pau mandado de um "presidente" de fato.
Dona Dilma, governe ou renuncie para o bem de todos.
Assim, sem personalidade, a senhora entrará para a história como Pilatos entrou no Credo.

MENSALEIROS

O primeiro passo já foi dado pelo Supremo Tribunal Federal; condenações, embora muito brandas até agora.
Com as atuais leis o condenado só cumpre um terço da pena. Tantos de análise, muito dinheiro público gasto com a burocracia. Foram muitas pastas de arquivo, milhares de cópias de documentos, energia elétrica, água mineral, tempo dos ministros. Tudo isso para pôr na cadeia alguns, por pouquíssimo tempo.
Será que a Justiça obrigará esses canalhas a ressarcir aos cofres públicos os valores embolsados ou desviados, devidamente corrigidos?
Quase todos eles foram nomeados ou eleitos para algum cargo, de modo que continuassem a receber altos salários, talvez para pagar seus advogados e ainda fazer uma boa poupança.
Os homens de bem aguardam com desconfiança o julgamento do senhor José Dirceu, principalmente o voto de um ministro que já foi seu assessor jurídico, ou seja, seu ex-subordinado.

DROGAS

No Uruguai há um projeto do governo para estatizar a venda e produção da maconha. Será a solução para enfrentar o tráfico de drogas? Não. Primeiro porque o tráfico não é só de maconha.
Segundo, estatizar não afasta a concorrência do tráfico.
Só existe uma saída para eliminar o tráfico: liberar toda a droga para vender em farmácia. No início sem restrição, ou seja, até quebrar o tráfico; depois estabelecendo limites. A sociedade precisa se conscientizar que o inimigo maior, nesse momento, não é o consumo, mas o comércio.

EMPREITEIRAS

A única razão por que empreiteiras e construtoras sigam nos primeiros lugares em doações a políticos e partidos, é que esperam a contrapartida; é por que não há almoço grátis.
Parece que há muitas pretendendo substituir a Delta e outras, nos conchavos e licitações. Negócio muito suspeito e caro para os contribuintes.
Hora do Ministério Público e Polícia Federal, entrar nesse assunto, o quanto antes, pois depois das eleições deste ano, teremos as eleições de 2014.

BARGANHA ELEITORAL



Com mensalão ou sem mensalão, o PT continua comprando apoio: ofereceu um ministério a Senadora Marta Suplicy, cuja cultura é "relaxa e goza" em troca de seu apoio à candidatura daquele ex-ministro do ENEM, e dos livros didáticos distribuídos à rede pública de ensino com graves erros de ortografia.
Detalhe: todas as mazelas são pagas com o dinheiro dos explorados contribuintes, ou seja, o nosso dinheiro.
Pergunto: a democracia reivindicada por mais de vinte anos é esta da compra de votos, da compra de apoio político, dos dólares na cueca, do dinheiro na mala, na bolsa, na meia; dos enriquecimentos de poucos, das distribuições de cargos aos derrotados em eleições, e de outras mazelas mais demonstradas nas CPIs e em outras investigações em andamento? Onde estão os caras pintadas ?
OK. Estão em greve.

VALE A PENA

Perguntas me deixam intrigado .Vale mais a pena ser torneiro mecânico e depois presidente da República e sair milionário ou bilionário como dizem? Vale a pena fazer curso de graduação por até oito anos e depois ganhar R$ 2.800 como médico, por exemplo? Eleger-se deputado, senador, vereador, prefeito e tirar proveito próprio e escancarado do cargo? Ser camelô, diante a falta de emprego e correr da polícia, diariamente? Adoecer e ficar nas portas de hospitais jogados à míngua porque os governos tiram dinheiro da saúde para outros fins? E o Ministério Público Federal, estadual e municipal não agem na sua plenitude contra os desmandos dos gestores públicos ? O dinheiro que será gasto com as obras de um evento que durarão 30 dias, não seria aplicado com ênfase, em educação, segurança, infraestrutura e saúde? Por que os governos em geral criam tantos programas sociais com fins eleitoreiros, com o dinheiro do povo ?
Com a palavra, aqueles nos quais a carapuça sirva.
O povo brasileiro, calmo, tolerante está tão inerte tanto quanto vulcões mundo afora, até explodir diante os que nos furtam.
Ainda bem que o Supremo Tribunal Federal está dando o exemplo de moralidade nessa que é total.

FAZER O QUÊ ?

A Secretaria de Segurança Pública dos Distrito Federal, insiste em dizer que a greve dos policiais civis não está atrapalhando o registro de ocorrências nas delegacias. O Sindicato dos Policiais Civis, garante que a categoria está cumprindo a decisão judicial e mantém 80% dos policiais trabalhando.
Errados estão os moradores do Distrito Federal que procuram as delegacias para registrar ocorrências de assalto, roubo e furto e não conseguem.
E o Secretário Sandro Avelar, ainda diz que basta acessar a internet para resolver o problema. E quem não tem internet, faz o quê? E quem precisa do BO (Boletim de Ocorrência) para dar entrada em algum tipo de seguro, faz o quê?
Este é o governo do PT na Capital Federal.

ESTOU TRISTE

Estou triste com a morte do meu amigo, jornalista Walter Guimarães, que sempre me deu apoio quando juntos trabalhamos no jornal O Liberal, dirigido por outro grande amigo, o Rômulo Maiorana.
Já se foram vários companheiros de luta, como Milton Trindade, Roberto Jares, José Travassos, Eloy Santos, Raimundo Sepeda, Horácio Siqueira, Odacyl Cattete, Guilherme Ledo dos Santos...
Égua! Muitos já se foram e parece que a árvore que deu bons e grandes frutos começa a deixar cair os sabores que tantas alegrias deram ao povo paraense e ao jornalismo da “terra das mangueiras”.
Walter Guimarães era meu amigo, e a sua foto estampada aqui no Jornal do Feio, fez com que eu tivesse uma noite de insônia e relembrar os bons momentos em que passamos juntos.

Adeus amigo Walter Guimarães, e que estejas ao lado dos amigos que citei acima e de outros que não me lembro agora.

Descanse em paz, meu amigo de sempre.

Nenhum comentário: