6/27/2008


Sinal da TV Cultura do Pará chega em São Félix do Xingu

A Fundação de Telecomunicações do Pará chega a mais um município do Estado. A cidade de São Félix do Xingu é a mais nova integrante do sinal da TV Cultura a partir desta sexta-feira/27, com s a inauguração da retransmissora da TV Cultura. A cerimônia contará com a presença do diretor de multimídia da Funtelpa, Marcos Urupá, além da equipe técnica e de líderes do executivo municipal.
O transmissor de 500w de potência – localizado na Rua Juscelino Kubitschek, s/n (Morro da TV) – Centro - irá cobrir toda a área urbana e parte da zona rural do município, que fica distante 630 quilômetros da capital paraense. Os mais de 35 mil habitantes do município agora poderão acompanhar a programação da TV Cultura, que conta com dezessete programas produzidos localmente, entre eles os programas Sem Censura Pará, o infantil Catalendas, o Brasil da Amazônia, Cultura Pai D'Égua e o informativo Jornal Cultura. A população de São Félix também assistirá a programação de outras tevês educativas e produtoras independentes que têm parceria com a emissora paraense.
Com São Félix do Xingu, a Funtelpa encerra o primeiro semestre de 2008 com dezessete retransmissores inaugurados em municípios de todos os cantos do Estado. Os moradores dos municípios de Abaetetuba, Castanhal, Bragança, Salinópolis, Igarapé-Miri, Óbidos, Monte Alegre, Tomé-Açu, Capanema, Santa Maria do Pará, Alacilândia (em Conceição do Araguaia), Floresta do Araguaia, Medicilândia, Brasil Novo, Vigia e Goianésia do Pará já acompanham a programação completa da TV Cultura.
Esforços que valem a pena – Depois de duas horas de vôo e mais outras doze horas de ônibus, a equipe técnica da Funtelpa chegou ao município de São Félix do Xingu para organizar os últimos detalhes antes da inauguração do 17° retransmissor da Funtelpa no interior.
Para que fosse possível levar o sinal da TV Cultura para os munícipes do sudeste paraense, foram feitas reformas no prédio do transmissor, adequação do terreno para receber a nova torre da Funtelpa, que tem 45 metros de altura, além de ajustes técnicos, elétricos e de acabamento, tudo para levar à comunidade do município não apenas um canal de televisão, e sim, levar mais cultura, entretenimento, informação com educação, devolvendo à população paraense o direito de receber o sinal da TV Pública, que no Pará, é de responsabilidade da Funtelpa, através da TV Cultura.
Evolução - São Félix é uma cidade com uma rica história. A vila fica no local onde o rio Fresco encontra o Xingu, que são ótimas atrações turísticas. Estes também são usados para pesca e transporte no período da cheia. E em ambos os rios a população local conta com serviços de balsas para a travessia. A cidade evoluiu rapidamente com a instalação na região de grandes madeireiras. Deixou de ser o simples vilarejo de apenas poucas casas da década de 50 para se tornar uma cidade moderna e vibrante.
Atualmente, a pecuária de corte é a principal atividade econômica da região. Existem diversas fazendas de gado em torno da cidade, todas implantadas com a destruição da floresta. Isso se deve principalmente ao processo de ocupação, a agricultura, pecuária e extrativismo que têm sido os principais responsáveis pelas alterações no sistema natural. Depósito de várias riquezas minerais (como ouro, prata, chumbo, zinco, diamantes, cobre, magnésio, níquel, wolframita e cassiterita) e com uma flora de vasto potencial econômico (madeireiro e não-madeireiro), essa região teve no extrativismo, sobretudo do mogno, cassiterita, ouro e jaborandi, o impulsionador inicial da economia local.

Nenhum comentário: