8/05/2009

60 Anos de Vitórias

Hoje completas, meu querido irmão, 60 anos, seis décadas de vitórias. Esqueçamos os tropeços, esqueçamos que sofremos vários atropelos que nos submetemos em nossas vidas por termos nascidos pobres e por termos ficados órfãos ainda no início de nossas caminhadas neste mundo. Esqueçamos tudo isso, lembremos somente das grandes vitórias e das muitas conquistas. Fostes e és um guerreiro corajoso. Forjaste sobre ti, diante das dificuldades enfrentadas, uma armadura de aço. Usaste a espada da paz para enfrentar muitos dragões que, jogando fogo pelas narinas, tentaram te derrotar, mas sob tua fibra, associada à tua inteligência e tenacidade de um grande lutador, ficaram soterrados nos pátios dos grandes castelos. Consideramos responsáveis por essas conquistas: tua fibra e a valorosa força de vencer. Deves, acima de tudo, a DEUS a persistência, a força e a bravura, sobretudo a couraça com que fostes envolvido, imunizando-te de todo o mal.
A vitória foi tua fiel companheira. Partiste para a longa viagem, sem recursos, sem conhecimento e sem arma para enfrentar o mundo. Não tinhas padrinho e nem “pistolão” que pudesse te auxiliar, ou até mesmo te aconselhar, mesmo assim, conquistaste castelos, reinados, salvastes muitas donzelas em perigo, dragões então nem se fala! Quantos riscos correstes meu irmão, mas a Mão de DEUS sempre presente, de protegeu. É claro, houveram muitas feridas desse embates, mais todas devidamente cicatrizadas pelo tempo.
Lembremos de tuas glorias terrenas. Nós faz lembrar que partiste apenas com o alforge, de peito aberto, tendo como arma, o escudo, coragem, fibra e a marca de um grande homem que nosso pai nos deixou, por sangue e por herança, referendados pelas orações contritas de nossa mãe e de nossa querida e inesquecível avó.
Nestes 60 anos, sentimos muito orgulho por ti, por teres sido um grande herói. Um bravo lutador, cheio de mil estratégias legítimas. Quebraste muitos paradigmas, derrubaste barreiras, ultrapassastes mil impecílios que te impediam de vencer, mais mesmo assim, em tuas vitórias, não usaste lanças, nem um tipo de arma de fogo. Usaste sim, toda a competência de um grande estrategista, todos os recursos que um grande homem protegido por DEUS deve usar em suas defesas, diante da imbatível vontade de vencer.
Suplantastes mares, caminhos sem fim, estradas desconhecidas, florestas perigosas, desertos, penhascos íngremes, mas felizmente, regressaste vitorioso, vivo, trazendo o triunfo dos guerreiros vitoriosas, com conquistas que não são de ouro nem prata, pois se dissolvem e viram pó. Trouxeste um coração cheio de fé em DEUS, somados a tesouros infinitamente valiosos: Tua esposa ZILDA, tua filha DANÚBIA e tua queridíssima netinha TAINÁ.
Voltaste como nosso herói, voltastes para nós, por isso te ungimos com um grande guerreiro do bem. És um grande vencedor um grande combatente em favor do nome do Senhor. Que tua vida perdure por muitos tempos. Como falavam os índios, por milhares de luas.

De coração declaramos:


TE AMAMOS JOSÉ MARIA!

Teu írmão

___________________
OTONIEL PEREIRA

Nenhum comentário: