12/16/2011



Ministério garante sinal verde para digitalização da TV CULTURA

A Presidente da Funtelpa (Fundação de Telecomunicação do Estado do Pará) Adelaide Oliveira (foto) e o senador Flexa Ribeiro (PSDB-PA) receberam a notícia de que a consignação do canal digital da TV Cultura na Região Metropolitana de Belém deverá ocorrer em até 15 dias. A informação foi repassada durante reunião na manhã dessa quinta-feira/17 no Ministério das Comunicações, com o secretário de comunicação eletrônica do MiniCom, Genildo Lins. Também participou da reunião uma equipe técnica da Funtelpa, formada pelo diretor técnico Abílio Martins; o procurador fundacional, Fabricio Oliveira e o engenheiro em telecomunicações, Ubirajara Santana.
Com a consignação, a TV Cultura poderá iniciar o processo de digitalização do sinal da emissora para toda a Região Metropolitana de Belém. O mesmo deverá ocorrer para a transmissora de Altamira. Em breve, outras regiões do Estado também deverão ter o sinal da Cultura já digitalizado.
Durante a reunião, Adelaide Oliveira também comentou o esforço da Funtelpa em viabilizar geradoras da TV Cultura nos municípios de Santarém, Marabá, Xinguara e Altamira. Tal medida permitirá a formação de equipes locais e a produção de conteúdo próprio nessas regiões. Segundo Genildo Lins, secretário-executivo do Ministério, serão tomadas todas as medidas possíveis para agilizar as etapas até a efetiva concessão de canais e liberação de licenças. "É prioridade a concessão para canal público e vamos acompanhar de perto", disse Genildo.
Para Adelaide Oliveira, presidente da Funtelpa, a reunião foi bastante positiva. “A digitalização do sinal da cultura é importante para todo o Estado do Pará. Estamos hoje em 105 municípios levando programação focada na cidadania e nos direitos humanos. O canal digital em Belém inicia um processo de melhoria na imagem para telespectadores da capital e de todo o Estado. O Ministério das Comunicações está sensível a essas demandas e deu respostas importantes ao povo paraense na reunião”, disse.
Segundo Flexa Ribeiro, a digitalização da TV Cultura vai proporcionar o acesso à informação de cidadania e o conteúdo variado, oferecido pela TV Cultura, dando maior visibilidade e qualidade de imagem com a digitalização. "As equipes da Funtelpa e do Ministério estão empenhadas e é um serviço público que atende diretamente os paraenses”, afirma Flexa Ribeiro.

________________
Ronaldo Quadros

* Com informações da assessoria do senador Flexa Ribeiro

Nenhum comentário: