4/23/2007

Alfredo Ramos



Alguém passou a mão em algum lugar que não devia?

O jornal Amazônia Hoje publica matéria assinada pelo jornalista Abner Luis sobre Robson. O que se lê não dá para acreditar. Primeiro porque é uma matéria de cunho pessoal e que não deveria ter espaço no jornal, a não ser que, mesmo assim, fosse paga. Como certamente não o foi, a direção de jornalismo da ORM provavelmente só vai se dar conta da besteira que deixou passar depois de colocar nas bancas tantas lamurias pessoais em detrimento da expectativa dos seus leitores que certamente não concordam com os desabafos pessoais do setorista redator.
Jornais do Pará servem para isso agora?
Abner Luis transformou um dos melhores jornais de Belém em um gigantesco Blog impresso. A matéria publicada dentro da pagina de esporte do jornal, fora da sua coluna e do seu blog e com o titulo, “Adeus Robson”, é lamentável, tipo comunidade Orkut. Mas a pergunta a ser feita ao bloguista é qual o motivo de tanta ira?
“Um contrato 'calhorda' trouxe de volta para a atividade um ex-jogador que, sobre o maior rival, em três jogos, deu uma cabeçada apenas. Contrariou o departamento médico, físico e até o treinador. Que diga o episódio da viagem para Recife, onde o Paysandu tomou um chocolate”.
“Desde que desembarcou em Belém pela primeira vez, Róbson só conseguiu mostrar futebol no Paysandu: decepcionou no Santos, frustrou os japoneses, enganou no Sport Recife e não disse o que foi fazer no Juventude”.
“Só lamento que o Pará tenha uma cadeira ocupada por quatro anos na Assembléia Legislativa por um parlamentar que não fala por não saber falar, não escreve por não saber escrever".
“ Ontem, de forma melancólica e proposital, o atacante do Paysandu passou duas horas ( no Mangueirão) sentado no banco de reservas, dizendo-se choroso, porém não caía uma lágrima de seus olhos, à espera de ser visto pelos repórteres que faziam a cobertura da festa dos jogadores azulinos”
Qual o motivo?
Abner deve ter algum motivo para ter escrito tal matéria. Certamente ficou revoltado com alguma coisa. O que o levou a isso? Será ainda o efeito Zidane que agora toma conta do jornalismo paraense? Alguma cabeçada que tomou do Robson e agora revida?
Já que a matéria tem cunho pessoal seria bom que fosse da parte do Abner esclarecido os motivos que o levaram a usar as paginas do Amazônia Jornal para deitar tanta falação. Muita gente vai querer saber detalhes. Jornalismo de ação e efeito. Caldo Knor ou a Jiripoca vai piar?

Cante com Daniel ...

Hoje a Jiripoca vai "piá", vai
Vai "piá" a noite inteira ai, ai
Hoje eu quero enxugar
Vou tomar muita cerveja
Hoje eu quero arrepiar
Hoje a Jiripoca vai "piá", vai
Vai balançar o pé da roseira ai, ai
Hoje eu "tô" com dó de mim
"Caba" não "caba" sim tô "facim", "facim"
Quando eu entrar no forró
A poeira vai subir, sanfoneiro vai gritar
Coqueiro que não balança
Até vai balançar
As mocinhas pelos cantos vão começar a dançar
O forró bem manhosinho, grudadinho é bom demais
Eu que não sou nada bobo puxo logo uma pra trás
Enquanto tiver suor e ele não virar pó
Pode amanhecer o dia não arredo pé do forró.
Até pra semana.
___________________________________

São Paulo(SP), 23 de abril de 2007
aaorbr@gmail.com

Nenhum comentário: