4/29/2007

Alfredo Ramos ▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬


É o fim da picada essa Série C

Dureza meu irmão. Julho esta longe, muito longe e enquanto isso o nosso Papão fica na sua toca, ou melhor, na sua Boca do Lobo (concentração bicolor na Curuzu) a espera do inicio do falido Campeonato Brasileiro da Série C 2007.
Pois é! Quem manda ser rebaixado duas vezes. Da primeira divisão em 2005 para a segundona em 2006 e, para o fundo do poço e terceirona, em 2007.
Égua! Da vontade de pegar o teclado do computador e jogar pela janela. Não, ele, o teclado, não merece tanta barbaridade, muito menos minhas plantas que ficam lá embaixo. Se pudesse mandava o teclado na cabeça do Tourinho.
Mas vejam só, não tem jeito não. O Papão virou mesmo terceira divisão. Alias o futebol do Pará passa por essa fase negra. O sonho de melhor futebol do norte acabou melancolicamente com a queda do Paysandu.
Copa Norte, Copa dos Campeões e Libertadores. Adeus Boca Júnior. Adeus à grana – alguém falou em grana? - e os dólares?
Bem-vindo às dividas. Bem-vindo a terceira divisão. Sessenta e quatro clubes, a elite do pior futebol brasileiro formado por times de jogadores sucatas, refugos dos times medíocres da segunda divisão, perebentos e perebões, quarentões e cinquentões, pernas-de-pau de norte a sul, jogando desunidos e desorganizados no campeonato da pior qualidade.
Veja alguns dos times da lista desses famosos. Coruripe (AL), Poções (BA), Icasa e Itapipoca (CE), Ceilandia (DF), Jaguaré (ES), Bacabal (MA), Cacerense e Jaciarense (MS), Tupi (MG), Nacional de Patos (PB), Galo (PR), Porto (PE), Veranopolis (RS). Faltou o Ibis, , que por sinal se recusa a disputar a Série C pois segundo eles creem, pode acabar de vez com o seu time de futebol e deixar de ser o pior time do mundo.
Certo, vamos melhor o nível disso? Tem Bahia, Guarani e Joinville, sucatas da primeira e depois sucata da sucata da segundona. Ah, sim! Tem a Tuna que no ano passado fazia Cooper nas estradas brasileiras. O ônibus ia à frente e os jogadores corriam atrás. A Globo se divertia à custa dessa maratona. Mas na terceira divisão treinamento é assim mesmo. Tem que ralar.
Papão sai do chão. Estou cansado de repetir esse refrão. Papão do chão, não. Sai é dessa praga da terceira divisão... Não agüento tanta humilhação.

São Paulo, 29 de abril de 2007

Nenhum comentário: