3/15/2009

Duciomar sobrevoa áreas que vão abrigar projeto de interligação Outeiro-Mosqueiro


A redução do tempo em mais de 50 minutos e da distância em 60 quilômetros entre Belém, Outeiro e Mosqueiro foi conferida de perto, nesta terça-feira, 10, pelo prefeito de Belém, Duciomar Costa, e pelo secretário municipal de Urbanismo, Sérgio Pimentel, durante sobrevôo pela capital paraense.
O prefeito Duciomar Costa sobrevoou de helicóptero os distritos de Icoaraci e Outeiro para definição da localização exata dos acessos viários e das pontes que vão constar do projeto base desta interligação, com prazo de conclusão até abril deste ano.
O projeto trará, com detalhes, o levantamento topográfico da área, das estradas que serão abertas e das quatro pontes que serão construídas para efetivar as interligações Icoaraci-Outeiro e Outeiro-Mosqueiro. A conexão entre Outeiro e Mosqueiro é inédita. E vai possibilitar que a distância entre Belém e “A Bucólica”, a partir da ilha de Caratateua, seja reduzida de cerca de 60 quilômetros para apenas três.
A principal ponte que vai interligar os dois distritos de Belém terá 1.500 metros, de acordo com o secretário municipal de Urbanismo. Também constará do projeto base outras três pontes, sendo que a primeira delas será a que vai promover a ligação entre Icoaraci e Outeiro e que substituirá a existente hoje. Duciomar Costa ressaltou que a nova ponte que fará a ligação entre Icoaraci e Outeiro será projetada para suportar veículos pesados, já que a atual não tem condições e nem capacidade para absorver o impacto de grandes cargas. O projeto de interligação viária com as quatro pontes será licitado para início imediato das obras.
Segundo o prefeito de Belém, os recursos para garantir a execução de mais este grande eixo estruturante para a cidade serão próprios, com a parceria com o Governo Federal, já que na última visita do presidente Lula à cidade, em janeiro deste ano, ele e a ministra Dilma Rousseff ficaram entusiasmados com o projeto e prometeram incluí-lo no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

_________________
Micheline Ferreira

2 comentários:

Anônimo disse...

gostei do projeto! pena que publicam os comentários....

Anônimo disse...

essa ponte vai solucionar o problema do engarrafamento no entroncamento,porque todas as pessoas do interior do Pará e do resto do Brasil que vem e vao pra Belém, através da Br316, poderam vir por Mosqueiro, pegar a Rod.Arthur Bernardes ou a Rod.Augusto Montenegro em direçao ao centro da Capital, e vice versa; Ou seja, Belém vai ganhar uma segunda porta de entrada. facilitara bastante o acesso ao Mangueirao na copa de 2014; Todos seremos beneficiados com esse projeto, mais principalmente a populaçao das ilhas, que sofrem com o abandono de toda vida por parte da prefeitura de Belém. Agora é torcer pra esse projeto sair do papel.

IGOR