8/26/2007

midiartigo

Consciências inquietas, almas apenadas

josémariaLealpaes (*)

Dom Cláudio Humes, felpudíssimo cardeal brasileiro da cúpula do Vaticano, se abalou de Roma para Brasília a fim de rebatizar a capela do palácio do Alvorada, reformado (?) com contribuições de endinheirados nacionais. E, amigo do homem, comparou o presidente Silva, que desgoverna o Brasil, a Jesus de Nazaré e Francisco de Assis. Ponto. No discurso em que, ao explicar o custo de fugaz paixão, colheu mais dúvidas que semeou verdades, o presidente do senado, Renan Calheiros, classificou como "meu calvário" a geração de um filho no paralelo. Ponto. Executivo e legislativo federais estão a misturar virtudes do céu com derrapagens na terra, vê-se. Melhor talvez tenha andado o judiciário paraense ao instalar capela no opulento palácio dos desembargadores, a sugerir, quem sabe?, um refúgio para consciências inquietas e almas apenadas.

▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬

(*) José Maria Leal Paes (Lalzinho) e jornalista e advogado, competente diga-se de passagem. Um amigo dos tempos escolares que eu não vejo há muitro tempo.
Mais que, sem dúvoda, estará sempre nesse espaço com o seus miniartigos (A.F.)

Nenhum comentário: