12/16/2008

José Wilson Malheiros


COMO CONTRIBUIR PARA UM MUNDO MELHOR

Neste mes de dezembro, quando quase todo mundo já está em pleno espírito de festas, é de boa conveniência que, dentro do possivel, falemos de amenidades, de temas mais suaves.
Entenda-se, porém, que a suavidade é só na aparência, já que têm uma importância imensa em nossa sobrevivência enquanto espécie humana.
Falo do respeito à ecologia, da poluição, dos cuidados que devemos ter com o planeta.
Existem diversas maneiras de contribuirmos para tornar o nosso mundo melhor.
Quando chega agora o fim do ano muita gente faz as mais variadas promessas: deixar de fumar, emagrecer etc e tal.
Mas existe uma maneira muito especial e efetiva de tornarmos nossa vida e este nosso planetinha, esta nave espacial diminuta na qual viajamos, um pouco melhor, bem mais habitável.
Já que é época de promessas, então vamos tentar fazer a parte que nos cabe nesse processo todo, prometendo no ano novo agir não só em beneficício próprio, mas em prol da Terra, também.
Por exemplo, adote posturas que diminua mais a emissão dos famigerados gases do efeito estufa.
Quando for às compras, seja um consumidor consciente, adquirindo produtos que garantam a famosa sustentabilidade, como eletrodomésticos que consumam menos energia (essa dado já é fornecido no próprio produto desde a loja).
Procure diminuir a utilização das sacolas plásticas e de produtos feitos com o mesmo material, colabore na reciclagem do lixo urbano.
Tente fazer uma boa seleção dos fabricantes do produto que você está adquirindo.
Se são empresas poluidoras, descumpridoras das legislações trabalhistas, de segurança, do meio ambiente etc.
Trabalhe pela construção, por exemplo, de um metrô para que você possa deixar o carro em casa, economizar dinheiro e poluir menos a atmosfera de nossa cidade.
Belém do Pará já comporta, sim, um metrô, embora os custos de execução, não podemos esquecer, sejam caríssimos.
Não se deixe envolver totalmente por noticiários da crise que envolve os países ricos.
Eles dizem que estão em crise pois que estão deixando de ganhar uns centavinhos a mais, pois estavam e estão acostumados a faturar bilhões e bilhões.
Agora mesmo a imprensa está noticiando que um enorme grupo econômico americano vinha praticando a picaretagem em cima de seus clientes, fazendo a conhecida corrente.
Ora, quanto maior o porte, seja ele econômico ou de outra natureza, mais cresce a responsabilidade.
Neste caso específico não é crise. É, repito, picaretagem pura!
No ano novo procure fazer a sua parte.
Sabemos que é difícil, mas não custa tentar.
O Presidente da Republica está mandando todo mundo consumir.
Em épocas passadas um Presidente já falou: “plante que o João garante”.
Cautela e caldo de galinha não fazem mal a ninguém.

_______________________

2 comentários:

Anônimo disse...

ÉGUA, SUMANO, O MALHEIROS CONTINUA UM CRACÃO. IMPECÁVEL. IMPERDÍVEL.

Anônimo disse...

ÉGUA, SUMANO, O MALHEIROS CONTINUA UM CRACÃO. IMPECÁVEL. IMPERDÍVEL.