5/02/2009

CLUBE DO SAMBA relegado a um 2º plano


Amigos,

sinto informar a todos que sempre me passam notícias e solicitam vir ao clube ao vivo, no sábado; e que desde sábado passado, seguindo determinação da direção, o Clube do Samba é gravado. Portanto não posso atender aos inúmeros pedidos de virem aqui no sábado e muito menos as notícias de última hora.

Qualquer reclamação ou revindicação é só enviar e-mail para:radiocultura@funtelpa.com.br/Fone 4005-7728

Diretor da Rádio Cultura- Antonio Carlos
Gerente de Produção - Lorena Filgueiras
Saudações sambistas.

Não deixe o samba morrer, não deixe o samba acabar......


Lourdinha Bezerra

___________________


N. da R - Hei, pessoal qualé? Vocês estão subestimando um dos programas de maior audiência aos sábados, no horário do meio dia às duas da tarde?
O Clube do Samba gravado.. é daí?
“Ao vivo”, presente, no ato é muito mais interessante. Até as falhas fazem parte do enredo.
Gravado... perde o elan, perde a originalidade perde aquele “tchan” que acompanhou o programa nesses 18 anos de vida, sempre com sucesso, sempre com boa audiência – para desespero dos concorrentes.
Gravado, gente. O programa Clube do Samba – bem produzido, claro! – fica insosso, sem molho.
Eu sou muito amigo da casa, mas não pude conter a minha indignação.
Muito mas quando recebo e-mails pedindo para me manifestar, já que sou "o maior divulgador da Cultura"
Ah, sim: minha amiga Regina Lima, minha querida colega Ré Bacana: você se lembra o que disse no ar no programa de aniversário do Clube do Samba, que faria tudo para que o programa permanecesse no ar, na grade da emissora“ ao vivo”, pois ele era (e é) importante para a Rádio Cultura FM?
A turma pode ter esquecido, mas eu não.
Antônio Carlos de Jesus dos Santos (Carlinhos) – está me devendo material da Cultura OT – você quer que a Cultura FM perca a audiência?
Não, não é?
Então, meu camarada, reveja junto com a Regina essa decisão.
Já pensou ganhar a antipatia da comunidade do samba que estava acostumada a ir ao estúdio todos os sábados prestigiar o Clube do Samba?
Eles faziam a maior bagunça com uma alegria sem par.
Mas isso fazia parte do espetáculo. Era benéfico para a Rádio e para os ouvintes.
E os telefonemas? Eu, por exemplo, estive presente no estúdio e constatei: em duas horas de programa, 173 telefonemas, abstraindo os que não foram atendidos.
Fora os e-mails e as mensagens pela intenet e celular.
De toda parte!!!
Além do mais a Cultura FM é pública. É nossa.
Vocês não querem isso...
Sambistas, vamos reivindicar o nosso espaço.
Clube do Samba, gravado, NÃO.
Não se deve mexer em time que está gahando
Ao contrário: deve-se, sim, reforçá-lo!!!


_____________
Aldemyr Feio
Ouvinte nº 2 da Rádio Cultura FM

Um comentário:

Ronaldo Uchôa disse...

Realmente ouvir o programa sem o tempero do improviso fica meio esquisito, afinal somos igual a Urubú do ver-o-peso (gostamos é da Saca). Vamos mudar o slogan. Clube do Samba ao Morto.