6/26/2009


JORNALISTA

Em julgamento no Supremo Tribunal Federal deu provimento ao Recurso Extraordinário RE 511961, interposto pelo Sindicato das Empresas de Rádio e Televisão de São Paulo. Neste julgamento histórico, o STF pôs fim a uma conquista de 40 anos dos jornalistas e da sociedade brasileira, tornando não obrigatória a exigência de diploma para exercício da profissão. A executiva da FENAJ vai se reunir para avaliar o resultado e traçar novas estratégias da luta pela qualificação do Jornalismo. Representantes da FENAJ e dos Sindicatos dos Jornalistas do RS, PR, SP, MG, Município do RJ, CE e AM acompanharam a sessão em Brasília. O presidente da Comissão de Especialistas do Ministério da Educação sobre a revisão das diretrizes curriculares, José Marques de Melo, também esteve presente. Do lado de fora do prédio - onde desta vez não foram colocadas grades - houve uma manifestação silenciosa. Em diversos estados realizaram-se atos públicos e vigílias, no sentido de acompanhar a decisão.

JORNALISTA II

O presidente do STF e relator do Recurso Extraordinário RE 511961, ministro Gilmar Mendes, apresentou o conteúdo do processo encaminhado pelo Sindicato das Empresas de Rádio e Televisão de São Paulo e Ministério Público Federal contra a União e tendo a FENAJ e o Sindicato dos Jornalistas de São Paulo como partes interessadas. Após a manifestação dos representantes do Sindicato patronal e da Procuradoria Geral da República contra o diploma, e dos representantes das entidades dos trabalhadores (FENAJ e SJSP) e da Advocacia Geral da União, houve um intervalo. No reinício dos trabalhos em plenário, o ministro Gilmar Mendes apresentou seu relatório e voto pela inconstitucionalidade da exigência do diploma para o exercício profissional do Jornalismo. Em determinado trecho, ele mencionou as atividades de culinária e corte e costura, para as quais não é exigido diploma. Dos 9 ministros presentes, sete acompanharam o voto do relator. O ministro Marco Aurélio votou favoravelmente à manutenção do diploma, o único.

JORNALISTA III

“O relatório do ministro Gilmar Mendes é uma expressão das posições patronais e entrega às empresas de comunicação a definição do acesso à profissão de jornalista”, reagiu o presidente da FENAJ, Sérgio Murillo de Andrade. “Este é um duro golpe à qualidade da informação jornalística e à organização de nossa categoria, mas nem o jornalismo nem o nosso movimento sindical vão acabar, pois temos muito a fazer em defesa do direito da sociedade à informação”, complementou, informando que a executiva da FENAJ reúne-se nesta quinta-feira, às 13 horas, para traçar novas estratégias de luta. Valci Zuculoto, diretora da FENAJ e integrante da coordenação da Campanha em Defesa do Diploma, também considerou a decisão do STF um retrocesso.

JORNALISTA IV

“Mas mesmo na ditadura demos mostras de resistência. Perdemos uma batalha, mas a luta pela qualidade da informação continua”, disse. Ela lembra que, nas diversas atividades da campanha nas ruas as pessoas manifestavam surpresa e indignação com o questionamento da exigência do diploma para o exercício da profissão. “A sociedade já disse, inclusive em pesquisas, que o diploma é necessário, só o STF não reconheceu isso”, proclamou. Além de prosseguir com o movimento pela qualificação da formação em jornalismo, a luta pela democratização da comunicação, por atualizações da regulamentação profissional dos jornalistas e mesmo em defesa do diploma serão intensificadas.

JORNALISTA V

Devo dizer que ainda na década de 70, quando cheguei a Belém precisamente no final de 1976 oriundo de São Paulo, comecei a trabalhar nas áreas de jornalismo e publicidade. Confesso, aprendi muito com grandes profissionais da publicidade, Ivo Amaral, Antonio Carlos, Abílio Couceiro, João Bastos, dentre outros. No jornalismo não foi diferente, na prática, absorvi conhecimentos com profissionais geniais que não tinham curso de jornalismo, até porque o primeiro implantado em Belém pela UFPA foi no ano de 1977, se não me falha a memória. Não sou contra a prática da profissão sem o devido diploma, cabem as empresas de comunicação exigir do cidadão qualificação profissional. Sou contra alguns picaretas que se dizem jornalistas e que utilizam a profissão para extorquir, deturpar a notícia sem o mínimo de ética e se venderem para políticos inescrupulosos no sentido de atingirem pessoas de bem. Esses devem ser banidos do seio jornalístico. Essa é minha opinião.

CRÉDITOS

Deputados e senadores aprovaram o Projeto de Lei do Congresso 4/09, que abre crédito de R$ 5,25 bilhões para financiar o projeto Minha Casa, Minha Vida. O objetivo do programa habitacional é construir 1 milhão de casas para famílias com renda de até dez salários mínimos. A matéria também abre crédito especial de R$ 750 milhões ao Ministério da Fazenda, para financiar o Fundo Garantidor da Habitação Popular. Desse montante, R$ 300 milhões foram repassados para projetos em cidades com menos de 50 mil habitantes. O Congresso também aprovou a liberação de uma série de outros créditos, como os R$ 43,5 milhões para investimento em aeroportos, e os R$ 25 milhões para reconstrução e desenvolvimento da Faixa de Gaza e prestação de assistência humanitária para aquela população. Ainda foram aprovados projetos para destinar R$ 42 milhões ao Centro Nacional de Tecnologia Eletrônica Avançada S.A (Ceitec), em Porto Alegre (RS), e R$ 305 milhões para o Ministério da Defesa pagar parcela do contrato firmado entre Brasil e França para o desenvolvimento de um cargueiro militar.

HABITAÇÃO

Foi oportuna a liberação pelo Congresso Nacional de recursos na ordem de R$ 5,25 bilhões para financiar o Projeto Minha Casa, Minha Vida. O déficit habitacional é muito grande em todo o Brasil, aqui em Santarém não é diferente, principalmente nas áreas alagadiças, onde são destruídos barracos que estão posicionados em locais de risco, segundo a Defesa Civil. O êxodo rural aumenta anualmente em nossa região, são agricultores que deixam o seu trabalho e buscam na cidade uma vida melhor criando bolsões de miséria e morando em palafitas. Está de parabéns a prefeita Maria do Carmo em criar a Secretaria Municipal de Habitação que será comandada pelo empresário Beto Frazão, um homem sensível com relação aos problemas que vivem parte da população que sonha em possuir a casa própria.

VERGONHA NACIONAL

O Congresso abriga mais um exemplo ilustrativo do uso de dinheiro público para bancar despesas privadas da família do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP). O mordomo da casa de sua filha, Roseana Sarney, ex-senadora e atual governadora do Maranhão, é um servidor pago pelo Senado. Amaury de Jesus Machado, de 51 anos, conhecido como "Secreta", é funcionário efetivo da instituição. Ganha, com gratificações, em torno de R$ 12 mil. Deveria trabalhar no Congresso, mas de 2003 para cá dá expediente a sete quilômetros dali, na residência que Roseana mantém no Lago Sul de Brasília. "Secreta" é uma espécie de faz-tudo, quase um agregado da família. Cuida dos serviços de copa e cozinha, distribui ordens aos funcionários e organiza as recepções que Roseana promove quando está na cidade. A imprensa procurou o servidor na casa da governadora. O empregado que atendeu informou que ele estava a dez dias em São Paulo, acompanhando Roseana. Isso é uma vergonha, como diria o jornalista Boris Casoy.

BAILE

Nesta sexta-feira (26.06) tem o Super Baile da Saudade no Fluminense. Uma noite especial de total romantismo com Milton & Milena. Imperdível, é casa cheia. Ambiente tranqüilo para as pessoas de alta sensibilidade, essa você não pode ficar de fora. O Fluminense está agora sob a administração da competente Diretora Social, minha bela amiga Jocilene Fonseca. Atendimento de primeiríssima qualidade. Confira, o encontro está marcado.

VACINAÇÃO

Com o Slogan “Zé Gotinha é Gente que Cuida da Gente”, a Secretaria Municipal de Saúde de Santarém, realizou com sucesso no último sábado (20.06) a primeira etapa da Campanha Nacional de Multivacinação. Objetivo da campanha foi vacinar crianças com idade até cinco anos, contra a Poliomielite, com intuito de proteger as crianças do Município, da paralisia infantil. Os pais e responsáveis atenderam o chamado da Secretaria Municipal de Saúde, levando seus filhos para a vacinação. Durante a Campanha foram também disponibilizadas vacinas contra Hepatite B, sarampo, rubéola, caxumba. Para mulheres em período de gestação foram disponibilizadas doses de vacinas contra Tétano. O Secretário de Saúde José Antonio Rocha, disse que o objetivo foi alcançado, milhares de crianças participaram juntamente com o Zé Gotinha de mais um evento em prol da saúde pública.

MOTINHAS
_______________________________________________________________

Estivemos na última terça-feira/(23) em Itaituba representando o Vice-governador do Pará, Odair Corrêa, no Seminário de Conclusão do Programa Nacional de Formalização da Produção Mineral – Formalização da Produção de Ouro na Província Aurífera do Tapajós. O evento que aconteceu na Câmara Municipal foi coordenado pela secretaria de Geologia, Mineração e Transformação Mineral, do Ministério das Minas e Energia. ●●● Agradecemos o apoio logístico da amiga Alecsandra, secretária da Prefeitura Municipal de Itaituba. ●●● Acompanhe os campeonatos brasileiro, italiano, espanhol e copa Brasil, no BAR DO NILO. Ambiente saudável e papo gostoso, sempre ao lado da cerveja gelada e tira-gosto de qualidade. Barjonas de Miranda próximo a Rui Barbosa. ●●● O melhor Açaí da cidade é com o casal Leitão e Terezinha, na Borges Leal, feito dentro do mais alto padrão de higiene. ●●● Dedé o Rei do Frango, Picanha, Lingüiça e Costela, atende clientes e amigos na Silva Jardim entre Borges Leal e Marechal Rondon. Fone 3523 7363. Atendimento nota 10 dos três mosqueteiros Diego, Degenaro e Patrick. ●●● Último final de semana do mês vamos comemorar com a Loira Gelada, Ruiva Destilada e a Morena Quente. Fui.

Nenhum comentário: