6/03/2009

WALTER para sempre BANDEIRA


WALTER DA LIBERDADE era Bandeira, da Igualdade, da Fraternidade.

Não, não é a Bandeira da França embora seu Francês fosse tão casto, e tão vasto.
Cantor, Locutor, Professor, Ator, amigo.

Walter tinha tantos talentos, que foi fazer tudo isso no Céu.
Quem conviveu com Walter, pode desfrutar de sua clarividência. De sua ternura, de sua doçura. Amigo verdadeiro, leal, simples, honesto, crente de suas verdades, e que verdades... Bandeira, sua haste permanecerá bem alta no coração de seus amigos.
Somos privilegiados por ter podido permanecer ao seu lado por tantos anos de trabalho e sempre com o mesmo humor, sem nunca perder a graça, e, sem nunca perder a elegância.
Sua voz ecoava como o Uirapuru, e nos calava para lhe ouvir. Tive imensa sorte de ser sua aluna na Escola de Teatro da UFPA, aluna de rádio, amiga de rádio e amiga de você. Queria passar o dia todo te escrevendo, te descrevendo, mais quem te conheceu, sabe e sente o que estou falando e minha voz embarga.
Por tantos anos dividindo o mesmo trabalho, quero que ouças.

MEU SILÊNCIO

Composição: Luis Fernando Gonçalves / Claudio Nucci


Velho companheiro
Que saudade de você
Onde está você?
Choro nesse canto a tua ausência
Teu silêncio
E a distância que se fez
Tão grande
E levou você de vez daqui
Sabe, companheiro,
Algo em mim também morreu
Desapareceu
Junto com você
E hoje esse meu peito mutilado
Bate assim descompassado
Que saudade de você.
________________
Rosana Rodrigues

●●●

N. do R - Texto lido ao vivo na manhã de hoje/03/09, no início do programa “Matéria Prima” – Rádio Cultura FM – pela autora sob forte emoção. No final, ela não se conteve: com lágrimas se despediu de Walter Bandeira. Foi um momento lindo que comoveu os ouvintes.
Os telefonemas comprovaram a informação.

Nenhum comentário: